Featured Slide

5/slideshow/custom

Bilhetes: venda de 20 de dezembro contempla os três espetáculos da Grande Final

por dezembro 12, 2017

Os bilhetes à venda no próximo dia 20 de dezembro irão contemplar os três espetáculos da Grande Final do Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2018, em Lisboa.

A Rádio e Televisão de Portugal (RTP) acaba de avançar que estarão disponíveis para venda, no próximo dia 20 de dezembro, bilhetes para os três espetáculos que dizem respeito à Grande Final da Eurovisão 2018: Jury Show, Family Show, Live Show.

Assim, no próximo dia 20 de dezembro, quem não conseguir comprar bilhetes para o Live Show, que é neste caso, o espetáculo ao vivo, em direto, com as votações verdadeiras e o anúncio do vencedor, poderá ponderar em comprar bilhetes para um dos restantes dois espetáculos, que seguem os formatos do Live Show

A este nível, o "Jury Show – Espetáculo para o Júri, realiza-se na noite anterior ao Live Show (espetáculo ao vivo) e tem este nome pois é onde os júris de cada país assistem pela primeira vez ao desfile das canções a concurso. Durante o Jury Show ainda não são conhecidas as decisões sobre as votações. Quanto ao Family Show – Espetáculo para a Família, é dirigido às famílias por se realizar na tarde que precede o espetáculo ao vivo (live show) e é igual ao da noite, embora ainda não hajam votações", pode ler-se na página de Internet da RTP.

É esperado que nos próximos dias se obtenham mais informações no que concerne à hora de início de venda dos bilhetes, através da blueticket.pt e nos locais habituais.


Fonte e Imagem: RTP

Lituânia: revelados os apresentadores e a data do Eurovizija 2018

por dezembro 12, 2017

Foram revelados os apresentadores do Eurovisija 2018, programa que selecionará o representante da Lituânia para o Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2018. O primeiro programa irá para o ar a 6 de janeiro. 

Mantas Stonkus e Ugné Skonsmanaité serão os responsáveis pela condução do concurso que selecionará o representante lituano para o ESC, que acontecerá no próximo ano em Portugal. Mantas é comediante e ator teatral. Por sua vez, Ugné, é apresentadora de televisão há seis anos. 

Para além dos apresentadores, a LRT, estação pública lituana, revelou que foram submetidas a concurso mais de 100 canções para o concurso, por mais de 50 artistas. A emissora divulgou também que o país começará a procura pelo seu próximo representante a 6 de janeiro de 2018, dia em que irá para o ar o primeiro programa da seletiva lituana, Eurovizija".

A Lituânia marca presença no concurso europeu desde 1994. Na edição passada, em Kiev, o país foi representado pelos Fusedmarc, com a canção "Rain of revolution", tendo ficado na semifinal, onde alcançou o 17º lugar, com 42 pontos. 

Recorde em baixo a participação da Lituânia no ESC 2017:


Fonte: ESC Today / Vídeo: Eurovision

ESC 2018: estação pública da Sérvia recebeu 75 inscrições

por dezembro 12, 2017

A Rádio e Televisão da Sérvia (RTS) comunicou a receção de 75 candidaturas para representar o país no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2018. Só uma delas virá a Portugal.

A estação pública da Sérvia revelou a receção de 75 inscrições para representar o país no Festival Eurovisão da Canção, em maio de 2018, na capital portuguesa, Lisboa. Este ano, a escolha do representante é aberta a todos aqueles que queiram participar desde que a canção seja interpretada numa das línguas reconhecidas no país. O prazo de entrega das candidaturas terminou no passado dia 10 de novembro, sendo que a escolha das canções que passarão à próxima fase serão analisadas por um júri especializado. É muito provável que haja novas revelações em breve. 

A Sérvia teve a sua estreia no Festival Eurovisão da Canção (como país independente) em 2007, ano em que venceu o concurso. Na última edição do concurso, em Kiev, o país foi representado por Tijana Bogicevic, com a canção "In too deep", tendo ficado na semifinal onde alcançou o 11º lugar, com 98 pontos. 

Recorde em baixo a participação da Sérvia no ESC 2017:


Fonte: ESC Portugal / Vídeo: Eurovision

Israel: revelado mais um grupo de candidatos a representar o país no ESC 2018

por dezembro 12, 2017

Mais um grupo de candidatos a representar Israel no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2018 passou à próxima fase do "The next star".  

Inicialmente eram oito, porém, foram cinco os candidatos que passaram à próxima fase do "The next star", programa que pretende escolher o representante de Israel na próxima edição do Festival Eurovisão da Canção, a acontecer em Portugal, em maio do próximo ano. 

Os candidatos tinham que mostrar o que valiam frente a um júri, composto por quatro elementos, e conseguir cerca de 70% da votação do público. 


Os candidatos que passaram à próxima fase foram:
  • Ela Rubal (70%, "sim" de três jurados);
  • Ha Ostri (73%, "sim" de três jurados);
  • Sarit Hativa (61%*, "sim" de três jurados);
  • Shelli Mogilevsky (73%, "sim" de dois jurados);
  • Nissim Black (73%, "sim" de quatro jurados);
* Sarit Hativa recebeu uma votação abaixo dos 70%, contudo, este candidato recebeu um voto dos apresentadores do programa, Assi Azar e Rotem Sela, o que permitiu a sua passagem à próxima fase. 

Os restantes candidatos, Yam Perets, David Cohen e David Zamudio falharam a qualificação para a próxima fase do concurso. 

No final da noite, o melhor candidato apurado para a próxima fase foi Nissim Black, que recebeu o "sim" e todos os elementos do painel de jurados e mais de 70% da votação do público, revelando-se como um dos favoritos a vencer o concurso.  Assista AQUI à atuação de Nissim Black.

Na edição passada do ESC, em Kiev, Israel foi representado por Imri, com a canção "I feel alive", tendo alcançado o 23º lugar na final, com um total de 39 pontos. 

Recorde em baixo a participação de Israel no ESC 2017:



Fonte: ESC Today / Vídeo: Eurovision

França: informações do Destination Eurovision divulgadas

por dezembro 11, 2017

A emissora francesa France 2 divulgou algumas informações acerca do Destination Eurovision, seletiva francesa que servirá para eleger o tema representante de França no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2018.

Foi durante um comunicado à imprensa que a emissora divulgou informações acerca da seleção nacional francesa, algo inédito no país nos últimos anos de competição. 

Segundo o comunicado, 18 temas irão ser distribuídos por duas semifinais, das quais se irão apurar 8 canções, 4 de cada semifinal, que vão disputar o bilhete para Lisboa na final do concurso. 

A decisão dos finalistas irá ser responsabilidade de um painel de jurados, com nomes sonantes no mundo eurovisivo, tais como Christer Björkman e Amir. 

A França estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1956 e já ganhou cinco vezes: em 1958, com André Claveau e a canção "Dors, mon amour", em 1960, com Jacqueline Boyer e a canção "Tom Pillibi", em 1962, com Isabelle Aubret e a canção "Un premier amour", em 1969, com Frida Boccara e a canção "Un jour, un enfant", e em 1977, com Marie Myriam e a canção "L'oiseau et l'enfant". Em 2017 o país foi representado por Alma e a canção "Requiem", alcançando o 12º lugar na final com um total de 135 pontos.

Recorde a atuação de Alma:



Fonte: esctoday/Imagem: pleinevie/Vídeo: eurovision song contest



ESC 2018: Austrália já escolheu representante

por dezembro 11, 2017

A SBS, estação pública australiana, já escolheu o representante da Austrália para viajar até Portugal, no próximo ano para representar o país no Festival Eurovisão da Canção (ESC).

Será Jessica Mauboy quem defenderá as cores da bandeira australiana na próxima edição do Festival Eurovisão da Canção que acontecerá em maio de 2018, em Portugal. A cantora foi escolhida internamente pela estação pública australiana para representar o país na sua quarta participação no concurso. 

A Austrália torna-se assim o sexto país a revelar o representante para a próxima edição do concurso europeu, seguindo os passos da Áustria, Holanda, Azerbaijão, Bélgica e Finlândia, que também já escolheram os seus representantes. 

Jessica não pisa o palco do ESC pela primeira vez. A artista foi convidada na edição de 2014, quando o concurso teve lugar em Copenhaga, Dinamarca, a cantar, como Interval Act, ficando marcada na história, como a primeira "representante não europeia" a fazer uma participação no concurso. Nessa edição, Jessica interpretou "Sea of flags", uma homenagem ao país da cantora, de forma particular, ao povo indígena, pois a cantora possui raízes indígenas através da sua mãe. 

Veja em baixo a participação de Jessica no ESC 2014:


A Austrália é atualmente o país mais distante do continente europeu a participar no Festival Eurovisão da Canção. Em 2018 fará a sua quarta participação consecutiva desde que se estreou no eurofestival, em 2015. 
Na edição passada do evento, em 2017, o país foi representado por Isaiah, com a canção "Don't come easy", tendo alcançado o nono lugar na final do concurso, com 173 pontos. 

Recorde em baixo a participação da Australia no ESC 2017:


Fonte: ESC Today / Vídeos: Eurovision



Com tecnologia do Blogger.