Espanha: tigre 'de Edurne' vive em casa do dono


O tigre usado no videoclip de "Amanecer", canção que representa a Espanha no Festival Eurovisão da Canção (ESC) deste ano, está a dar que falar em Espanha.

O tigre fêmea, de seu nome Noa, é o grande protagonista do vídeo da música de Edurne e várias organizações ambientais de defesa dos animais já se protestaram por algo que consideram ser "exploração de um animal selvagem". Algumas destas organizações exigiram mesmo o corte das cenas em que o animal aparece no vídeo.

Tete Peralta, tratador do tigre, disse ao El Mundo, citado pelo Diário de Notícias, que o animal vive em sua casa e tem até a sua cama e adora ver televisão no sofá. "Quando dependia mais de mim, Noa era como se fosse minha filha: a cada duas horas tinha de lhe dar o biberão", revelou o tratador. 

Noa nasceu em cativeiro e por isso não poderia viver no seu habitar natural. Faz parte da Fauna y Acción, uma empresa de aluger de animais atores. A organização InfoCircos afirma que a utilização de animais neste meio lhes inflige "um enorme sofrimento", mas Peralta ressalva que Noa conserva todas as unhas e dentes, algo que comprovou ao El Mundo através de fotos. 

Também Edurne defendeu o assunto dizendo que "as pessoas falam, muitas vezes, sem conhecimento de causa" e "se soubessem como vive este tigre, as coisas mudariam".

Recorde o vídeo de "Amanecer":



Fonte/Imagem: Diário de Notícias/Vídeo: Eurovision.tv
21/05/2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.