ESC'Divas - Sétimo Texto: 'Quando a voz é quase tudo...'


"QUANDO A VOZ É QUASE TUDO..."

Uma diva Eurovisiva fica para a história pelo seu visual, pelo seu vestido, por um acontecimento ou feito marcante e, claro está, a sua voz! Não são poucas as boas vozes femininas que já pisaram o palco do Festival Eurovisão da Canção e nos deixaram de boca aberta com a sua performance. É delas que falaremos hoje.


Iniciamos o desfile de preciosidades vocais com aquela que é das vozes mais inesquecíveis de todos os tempos. Rona Nishliu representou a Albânia em 2012 com “Suus”, que à primeira audição, deixa qualquer pessoa de boca aberta, sendo a cantora capaz de atingir notas que outrora pensámos ser inatingíveis! Apesar de esta ser uma canção pouco orelhuda e um tanto confusa, o poder vocal incomparável de Rona trouxe ao país um 5º lugar, melhor resultado da Albânia de sempre!



Pastora Soler dispensa apresentações. Em 2012 representou a Espanha com o tema "Quedate Conmigo", uma canção lindíssima onde a atuação nos deixou a todos arrepiados devido não só à voz da intérprete como a todo o sentimento que ela conseguiu manifestar ao defender cada palavra que fazia soar. Completamente inesquecível! Aproveitando a viagem para Espanha, dois anos mais tarde o país foi representado por Ruth Lorenzo. Numa apreciação não tão positiva, o que achamos é que se apoiou na voz a qualidade que a música “Dancing in the rain” não tinha… exageradamente. Muitos reclamaram da “gritaria” de Ruth, porém, se a canção fosse tão marcante como a de Pastora o caso teria mudado de figura. No entanto, menção honrosa a Ruth por ter feito parte do trio de divas mais estupendo dos últimos tempos, do qual também fez parte Conchita Wurst e a nossa Suzy!


Há um ano atrás presenciámos o regresso daquela que é considerada por nós uma das melhores vozes femininas que já passou por este certame, Paula Seling. Em 2010 participou na Eurovisão com “Playing With Fire”, em dueto com Ovi, alcançando o 3º lugar na final e surpreendendo-nos a todos com os seus impressionantes agudos que antecedem o último refrão do tema. “Miracle” marcou o regresso desta fabulosa dupla em 2014. A confiança na vitória por parte dos dois era verdadeiramente exagerada e isso notou-se na classificação final. Indubitavelmente, a canção era bem inferior à de 2010, sendo que nem assim Paula deixou de surpreender, alcançando uma das notas mais longas na história do festival!


Viajando para um dos países mais bem-sucedidos dos últimos anos, a Suécia, falamos agora “da voz”, Malena Ernman! Esta participação não é só marcada pelas caras “assustadoras” de Malena, mas também pela sua voz absolutamente fantástica, que apresenta, ao longo do decorrer da canção, variações impressionantes!


Kaliopi, com o seu potente tema “Crno i Belo” entra também no nosso leque de divas com as melhores vozes da Eurovisão pelo seu timbre bem particular e cheio de força. Levou até ao seu país o seu segundo melhor resultado de sempre, sendo que a partir daí a Macedónia nunca mais marcou presença na final. Talvez seja um sinal: todos nós precisamos do regresso da diva Kaliopi!


Como a Eurovisão de 2015 ainda é algo muito presente na nossa memória da qual já sentimos imensas saudades, era imperativo mencionarmos uma das melhores vozes deste ano fantástico: Nina Sublatti. Esta jovem guerreira, representando a Geórgia, defendeu o seu tema com uma garra completamente apaixonante, interpretando na perfeição um tema bastante exigente, onde o visual aliado a todo o cenário foi de cortar a respiração.

Não serão certamente apenas estas as mais marcantes vozes da Eurovisão. Estas e muitas outras intérpretes chegam até nós para nos mostrar que não basta um cenário estonteante e um vestido cheio de glamour para defender uma canção. Uma boa voz é, muitas vezes, o principal para uma participação de sucesso. A Eurovisão precisa de mais cantoras assim. E quantas existirão por este mundo fora? 

22/07/2015

1 comentário:

  1. Para mim só tem ai 4 divas:
    - KALIOPI que para mim é a DIVA, não a diva que muitos irão dizer que é por cantar um género diferente do eurovisivo mas para mim Kaliopi e Crno e belo são das melhores vozes femininas e das melhores músicas que a Eurovisão alguma vez viu.
    - Rona mas que voz
    - Malena idem
    - Pastora idem idem

    Ruth????? Paula????? Quanto à Nina gosto dela mas Diva??? não me parece!

    ResponderEliminar


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.