Crónica JESC 2015: Malta, novamente!


Decorreu ontem na Bulgária a 13º edição do Festival da Eurovisão Júnior (JESC). O JESC é um festival mal amado por parte dos eurofãs, não tem a importância que tem o Festival Eurovisão da Canção (ESC) mas a verdade é que a qualidade e o talento dos miúdos que lá passa merecia mais destaque. 

A verdade é que eu gosto, não é que tenha as melhores canções do Mundo mas tem muitas bem decentes, gosto da alegria que se sente no JESC, gosto de ver o talento que tanto miúdo tem por esta Europa fora e principalmente gosto de ver o carinho que todos os concorrentes têm uns pelos outros. A edição realizada ontem não foi excepção. Destiny Chukunyere, um doce de miúda cheia de talento, conquistou a Europa com o seu "Not My Soul" e deu a Malta a 2ª vitória em concursos eurovisivos após a vitória também no JESC em 2013. Destiny não ganhou só o JESC. Destiny teve a maior pontuação de sempre no JESC com 185 pontos. E a verdade é que o mereceu. Com uma música apelativa, uma excelente presença em palco e uma grande voz, Destiny conquistou o coração de todos. Iremos para Malta novamente em 2016? Fica a questão. Apesar de terem recebido o concurso em 2014 não duvido que Malta queira receber novamente em 2016. O amor e a dedicação do país aos concursos eurovisivos é grande e eles não têm vergonha disso. 


Em segundo lugar ficou a Arménia e o seu "Love". Pessoalmente o meu favorito e não desiludiu. Muito carismático, simpático e com uma voz que até deixa a questão se estará mesmo a cantar ao vivo. Muitas vezes considero a Arménia o melhor país no JESC e Mika foi a prova disso. É um país que se esforça sempre, manda sempre músicas excelentes para a competição e os resultados aparecem. Mika e o seu "Love" deviam até de deixar alguns concorrentes do ESC envergonhados tal foi a competência e a categoria na atuação. Mais do que merecido o segundo lugar para a Arménia na competição com 176 pontos (pontuação esta que até lhe dava a vitória em anos anteriores). Se tivesse vencido também não tinha ficado nada mal. 


A fechar o pódio e em terceiro lugar ficou a Eslovénia. Sim sim leram bem! A Eslovénia no terceiro lugar num concurso eurovisivo. A princesa eslovena interpretou com categoria uma excelente música composta pelos Maraaya (se bem se recordam os representantes do país no ESC 2015) e foi recompensada por isso. Era e sempre foi das canções favoritas dos eurofãs em geral contudo e tratando-se da Eslovénia muitos questionavam-se se a Eslovénia iria ter o resultado merecido ou se como sempre iria ser injustiçada e acabar num lugar bem abaixo do que merecia mas o esforço esloveno foi finalmente recompensado e veio um top três para a Eslovénia! Sinceramente o país que há muito merecia tal resultado conforme tem sido a sua dedicação no ESC e no JESC em levar qualidade aos palcos eurovisivos. 


A grande surpresa do concurso de ontem. A surpresa até diga-se: a Albânia. Antes do concurso estava longe de ser das favoritas aliás muita gente questionava-se até se iria lutar pelo último ou pelo penúltimo lugar. Quando chegou a altura dos ensaios então não havia dúvidas, sozinha em palco e sem dançarinos e sem "malabarismos"? Não sai dos últimos lugares de certeza! A verdade é que Mishela e o seu "Dambaje" surpreenderam tudo e todos ontem à noite pois enquanto acontecia o duelo Malta vs Arménia nos dois primeiros lugares a Albânia chegou ao top cinco da competição! Muitos ainda pensam se estão a ver bem o quadro de resultados mas a verdade é que a Albânia no top cinco iguala o resultado de "Suus" no ESC 2012 e torna-se o melhor resultado de sempre da Albânia num concurso eurovisivo. Com tanta surpresa pelo meio como é que não se gosta do JESC? 




O JESC 2015 também tinha dois países estreantes: a Austrália e a Irlanda. Dois países considerados favoritos antes da competição mas que não alcançaram mais do que o 8º e 12º lugar respetivamente. Da Austrália até esperava, não por ser a Austrália, não por estar contra a participação da Austrália na Eurovisão mas sim porque não era a música adequada para a competição. Ontem a atuação então desiludiu e nem a voz de Bella salvou. Continuo a achar: há países que nasceram para as lides eurovisivas e a Austrália não pertence a esse grupo. Sobre o 12º lugar da Irlanda digo que foi provavelmente a injustiça da edição. Aimee tinha das melhores vozes da edição que metia inveja a muitos participantes no ESC contudo a canção no estilo ópera não atraiu a Europa para votar na sua voz mágica. Ainda assim duas estreias interessantes e que trouxeram mais talento ao concurso. 



Por fim, falta dar destaque à excelente realização búlgara para o espetáculo. O JESC 2015 decorreu na capital da Bulgária, Sófia e na maior arena do país e a Bulgarian National Television (BNT), emissora nacional búlgara, não desiludiu. Excelente palco (até melhor do que o do ESC 2015), maravilhoso trabalho de câmaras e no geral um fantástico espetáculo que a Bulgária ofereceu à Europa mostrando o talento que há espalhado por tantos países. Merecem o seu destaque nesta crónica por toda a organização e respeito que deram ao concurso desde o momento em que anunciaram que o iriam receber. De ontem há também a destacar o excelente trabalho da apresentadora, Poli Genova, que se mostrou sempre entusiasmada, correta nas suas intervenções e próxima de todos os concorrentes da edição tal como pedido para se apresentar o JESC. Parabéns Bulgária pelo trabalho e que um dia ganhem o ESC que gostava de ver isto em ainda maior escala! 
Mas como sempre não me podia faltar uma palavrinha para a Rádio e Televisão de Portugal (RTP). Eu sei que as únicas duas vezes que participamos no JESC não tivemos o melhor resultado mas olhem para os resultados de países como Malta, Eslovénia, Bulgária e Albânia que são normalmente países com maus resultados no ESC mas que aqui conseguem ter os resultados que bem merecem. Talvez o JESC seja a salvação para dar bons resultados eurovisivos a Portugal? Fica a dica. 

Imagens: JuniorEurovision.tv/ Twitter oficial JuniorEurovision.tv
22/11/2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.