Espanha: RTVE oculta o orçamento do ESC 2015


A emissora estatal espanhola Televisión Española (RTVE) ainda não revelou os custos detalhados da participação no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2015.

Passaram-se seis meses desde que Edurne defendeu o tema "Amanecer" em Viena (Áustria), depois de sucessivas queixas dos cidadãos ao Conselho de Transparência, para que o orçamento da participação fosse revelado. "Não é sustentável que a RTVE não saiba quanto usa do seu orçamento para cobrir os custos com viagens, alojamento, subsídios e roupa no Festival da Eurovisão", afirmou o Conselho em comunicado.

Fontes próximas da emissora adiantam que o departamento jurídico está a estudar o caso, sendo que, conforme as disposições da lei, existe a possibilidade de um recurso administrativo no prazo de dois meses.

No passado mês de abril, a RTVE já tinha sido contactada pelo deputado Ricardo Sixto, da Esquerda Unida, de modo a fornecer os dados orçamentais. Porém, a emissora espanhola apenas revelou valores gerais, alegando que o orçamento especifico ainda estava a ser elaborado.

A Espanha estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1961 e já ganhou duas vezes: em 1968, com Massiel e a canção "La, la, la”, e em 1969, com Salomé e a canção "Vivo cantando". Em 2015 o país foi representado por Edurne e a canção “Amanecer”, alcançando o 21º lugar na final com um total de 15 pontos. 

Recorde a atuação de Edurne:


Fonte: escportugal.pt/Imagem: mirror.co.uk/Vídeo: eurovision.tv


06/11/2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.