Dinamarca: derrapagem de orçamento na final do ESC 2014


A 'Erhvervsstyrelsen', autoridade dos negócios, quer que a 'Wonderful Copenhagen', entidade responsável pela organização da final do Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2014, pague 46 milhões de coroas pelas derrapagens do orçamento do evento.

A autoridade dos negócios publicou no seu site oficial uma carta de intenções onde afirma que a organização do evento agiu de forma irresponsável e, por isso, terá que arcar com as consequências das perdas registas do fundo do espetáculo eurovisivo. 

O antigo chefe da 'Wonderful Copenhagen' pode também ser responsabilizado pelo sucedido, uma vez que participou nas reuniões da direção e apresentou recomendações ao conselho. 

O planeamento do evento começou a descarrilar, quando a empresa responsável pela sua organização não incluiu os fundos necessários paras as necessidades básicas, tais como eletricidade, manutenção e instalações sanitárias. 

A Dinamarca estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1961 e já ganhou três vezes: em 1963, com Grethe e Jorgen Ingmann e canção “Dansevise”, em 2000, com Olsen Brothers e canção “Fly on the Wings of Love”, e em 2013, com Emmelie de Forest e canção “Only Teardrops”. Em 2015 o país foi representado pelos Anti Social Media e a canção "The way you are", alcançando o 13º lugar na semifinal com um total de 33 pontos. 

Reveja a atuação da Dinamarca no ESC 2015: 


Fonte/Imagem: cphpost.dk/Vídeo: EurovisionTV
21/01/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.