ESC 2016: caso a Rússia vença, a prioridade será a segurança dos fãs LGBT


Nas redes sociais e nas casas de apostas, a Rússia destaca-se como a provável vencedora do Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2016. Perante as últimas leis anti-gays que o país aplicou, essa suposta vitória tem preocupado alguns fãs e levou a que o porta-voz da Eurovisão se pronunciasse.

Foi numa entrevista à Gay Star News que o porta-voz eurovisivo admitiu que, caso a Rússia vença, o país poderá normalmente organizar o ESC 2016. No entanto, realça que a prioridade é a segurança dos espetadores: "Durante vários anos, tem sido a nossa política-padrão exigir ao país-anfitrião uma declaração assinada a confirmar que garantem a segurança durante o evento".

Além disso, especula-se que, caso a Rússia vença, muitos países irão levar para palco atuações como forma de protesto às últimas medidas anti-gays. O porta-voz eurovisivo não nega a possibilidade de isso acontecer, porém realça que o evento não é uma plataforma para mensagens políticas - destacando o bom exemplo da Finlândia em 2013: "contou com um beijo lésbico, foi de acordo com as regras do concurso e não foi contestado por nenhuma das emissoras participantes". 

Relembramos que nos últimos Jogos Olímpicos de Inverno, em 2013, vários espetadores LGBT foram presos e multados. Os fãs temem que atitudes semelhantes sejam aplicadas no ESC 2016.

A próxima edição do ESC acontece em Estocolmo, na Suécia, nos dias 10, 12 e 14 de maio.

Fonte: oikotimes.com/Imagem: eurovision.tv
14/03/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.