Polónia: fãs acusam país de manipulação para não vencer a Eurovisão


A vitória "surpreendente" de Michal Szpak, que contrariou a vencedora destacada nas casas de apostas, Margaret, resultou no descontentamento dos fãs nas redes sociais e fez com que se gerassem acusações de manipulação.

Michal Szpak foi o vencedor da edição de 2016 do Krajowe Eliminacje, tornando-se no representante polaco para a Eurovisão na Suécia, com 35,9% dos votos. No entanto, a grande favorita à vitória era Margaret, seguida de Edyta Górniak.

Até ao momento da escolha do representante, a Polónia encontrava-se em 1º lugar nas casas de apostas, tendo prontamente saído do top10 após a vitória de Michal. O assunto tornou-se trending topic nas redes sociais, onde os fãs demonstraram a sua indignação, levantando a probabilidade de a seleção ter sido manipulada devido ao receio que o país tinha em vencer o festival e aos custos que tal implicaria.

A Polónia estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1994 e o seu melhor resultado é um segundo lugar: em 1994, com Edyta Gorniak e a canção "To Nie Ja". Em 2015, o país foi representado por Monika Kuszyńska e a canção "In the name of love", alcançando o 23º lugar na final com um total de 10 pontos.

Reveja a última participação da Polónia na Eurovisão:


Fonte: ElConfidencial /Vídeo: Eurovision.TV
08/03/2016

1 comentário:

  1. Eu gostaria de entender o porquê da rejeição à escolha polonesa. Pelo o que li, existia sim uma grande expectativa sobre a canção da Margareth, que, de fato, atende ao gosto do euro-fã comum. Agora, uma expectativa se tornar realidade é algo totalmente diferente. Eu pude ouvir tanto a versão em estúdio, quanto a "ao vivo" (antes de o YouTube bloquear o áudio da apresentação... por que ninguém se pergunta sobre tal bloqueio, heim???): a diferença é abismal. Ela não tem bom rendimento ao vivo. E para ser honesta, nem boa cantora é. Se a Polônia levasse Margareth, ao contrário do que disseram os euro-fãs ou as bancas de apostas, não venceria o certame, tampouco chegaria a final, mesmo se tivesse tempo para ensaiar.

    Lembramos ainda que a final polonesa foi decidida pelo público (um voto por número de telefone), sem indício de fraudes, e ele escolheu a melhor apresentação. Será que o público polonês foi tão estúpido ao escolhê-lo?!? Acho que não. Exergaram aquilo que o euro-fã de Margareth não o fez: de três músicas favoritas (Cool me down; Color of my life e Grateful), escolheu-se a melhor apresentação. "Canção favorita" nem sempre leva o título. O que os "haters" não disseram: Michal Szpak também era favorito. "Color of your life" é uma ótima balada, com uma mensagem verdadeira a passar, o que faltava na "queridinha do euro-fã". Michal interpretou-a magistralmente e sua apresentação impecável MERECEU A VITÓRIA! E creio que ela vai para final no Eurovision!

    A tendência do Eurovision é transportar a apresentação da final nacional para o festival, como a Suécia fez ano passado e a Islândia fará neste. Repito: se Margareth fosse escolhida com tal apresentação medíocre, desculpem-me, não funcionaria para a Polônia.

    As bancas de apostas não deixaram de considerar "Color of your life" uma das favoritas a vencer o festival. Sua "queda" nas apostas é compreensível , até porque outras canções foram e serão lançadas depois dela. A representante sueca está em primeiro nas bancas de aposta, mas ela ainda não é conhecida... (Oi? Considerar vencedor um país que ainda não lançou seu candidato? Não faz sentido, não acham? )Desculpem-me a rispidez no comentário, mas as justificativas destes "euro-fãs" comprovam que a Polônia teve personalidade em escolher Michal ao seguir tendências...

    E vamos parar com este "hate", ok?: eu duvido que a Europa inteira tenha assistido a final polonesa para dizer que "Cool me down" era a melhor opção que "Color of your life". E não era: o povo polonês mostrou isso. Fighting Michal! #TeamMichalSzpak

    ResponderEliminar


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.