Suécia: Partido Popular Liberal ataca o Melodifestivalen 2016


Mais uma polémica no Melodifestivalen 2016, seleção sueca. Após a atuação das apresentadores Gina Dirawi e Sarah Dawn Finer com o cantor Jon Henrik Fjallgren, o Partido Popular Liberal fez grandes críticas à mensagem transmitida.

A atuação concentrava-se numa música foclórica sueca em árabe e hebraico. O Partido Popular Liberal criticou a apresentação pela mudança de letra do hino nacional sueco - era "Eu quero viver, quero morrer no Norte" e na atuação passou a "Eu quero viver, quero morrer no mundo".

Esta polémica acontece num momento em que a Suécia está com dificuldades em receber migrantes e refugiados, vindos do Médio Oriente. O partido considera que a emissora aproveitou um assunto político para marcar a sua posição face às limitações de receber refugiados no país.

A edição 2016 do Melodifestivalen está recheada de polémicas. Além da desclassificação de Anna Book e das suas reações, e do afastamento de Charlotte Perrelli da apresentação, também a concorrente e a favorita Molly Sandén criticou a emissora pelas regras do concurso.

Este sábado é o Andra Chansen, tendo como concorrentes: Samir & Viktor, Albin & Mattias, Molly Hammar, Isa, SaRaha, Boris René, Panetoz e Dolly Style. A final está marcada para 12 de março.

Veja a atuação polémica:


Fonte: oikotimes.com/Vídeo: Melodifestivalen - All Access
03/03/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.