Apreciações Musicais - ESC 2016: Polónia


MICHAL SZPAK - "COLOR OF YOUR LIFE"



André Sousa: Apesar da sonoridade que remete para tempos passados, esta composição da Polónia ficou-me na cabeça desde cedo. Uma melodia simples mas ao mesmo tempo que nos “convida” a repetir a audição tema.

Carolina Pinto: Não é feio, mas por favor, não é música para este tipo de Festival. Mais um eurotrash que parece que já ouvi em algum lado. Enfim, sem criatividade alguma. 

Catarina Gouveia: Tanta polémica, tanta polémica, e afinal temos aqui um tema digno. É talvez a melhor balada do ano! Um tema que facilmente se gosta à primeira, e que poderá surpreender. 

Cláudia Peres de Matos: Quem viu a final nacional ficou dececionado com esta escolha. Posso ir contra todas as opiniões dos eurofãs, mas eu gosto muito desta proposta. 

Diogo Canudo: “Color Of Your Life” apresenta um instrumental demasiado datado, mal construído e sem pormenores que chamem à atenção. Das propostas mais fracas do país nos últimos anos.

Elizabete Cruz: Parece uma música saída de um filme do género “Romeu e Julieta”, com muito drama e muito choro. Não faz muito o meu género, mas também não considero mau.

Jessica Mendes: Chato até mais não. Não há nada que torne a canção memorável e muito menos apelativa. É uma boa opção para a “hora da casa de banho”.

Joana Martins: É até interessante. Mas também aborrecido. 

Maria Silva: Uma balada pura!

Pedro Emídio: É diferente daquilo que, por norma, ouvimos na Eurovisão. Só por aí já se deve conseguir destacar entre os concorrentes. 

Ricardo Mendes: A Polónia apresenta-nos um instrumental de balada! Mas este  Instrumental é uma balada em mau! Não gostei da sonoridade! Só ouvi uma vez e basta! Não é este tipo de baladas que me prende.


André Sousa: O grande ponto forte deste tema é mesmo a voz do intérprete. Na minha opinião, trata-se de uma voz muito particular, distinta e distintiva, que faz com que a Polónia se demarca dos restantes países – que apresentam vozes masculinas. As notas altas são perfeitas, muito bem conseguidas mesmo. 

Carolina Pinto: O ponto mais forte da atuação, voz poderosa e afinada. Bom trabalho por parte de Michal. 

Catarina Gouveia: Uma canção só é excelente quando brilhantemente interpretado e aqui temos a prova disso. Michal tem uma voz diferente, mas muito boa. Defende o tema na perfeição.

Cláudia Peres de Matos: Para uma balada, a voz está adequada e afinada. 

Diogo Canudo: O melhor da proposta é mesmo Michael e a sua voz, bastante segura e com um alcance invejável. Tem imensa expressão quando interpreta. Parabéns!

Elizabete Cruz: A voz é com certeza ajustada ao género de música. Não imagino este senhor a cantar mais nada que não seja uma canção de amor. Haja pelo menos esta consistência.

Jessica Mendes: Não há nada que a diferencie das demais. Não é que seja má, mas torna-se chato que ele esteja constantemente com aqueles “ohohohoh” em formato grito.

Joana Martins: Se calhar a melhor parte disto. Uma boa voz mas desperdiçada nesta música. 

Maria Silva: Uma das melhores vozes deste festival!

Pedro Emídio: O intérprete tem uma boa voz, provavelmente, das melhores que este ano vai passar pelo certame. 

Ricardo Mendes: A voz do intérprete encontra-se enquadrada no tema! Sem falhas a apontar!


André Sousa: Nada a apontar. A próprio composição não permite grande “aventuras”. Contudo, espero que se foquem em melhores planos de filmagem. 

Carolina Pinto: O tipo de música não pedia muito espetáculo, mas o artista cantou com vigor, e o acompanhamento também esteve à altura. Gostei particularmente da roupa de Michal. 

Catarina Gouveia: Sinceramente, não mexia naquilo que foi apresentado na final nacional. Uns bons planos de câmara e está feito.

Cláudia Peres de Matos: Provavelmente não surgirão grandes alterações, dado o instrumental e o estilo musical. O visual e a imagem do intérprete já marca o espectador. 

Diogo Canudo: Espero ver algo mais inovador do que aquilo que foi apresentado na final polaca. É preciso dar destaque à interpretação do cantor, mas isso não chega.

Elizabete Cruz: Lá está, volta o drama e a história de amor. O senhor é extremamente dramático na forma de cantar. Isto é mesmo daquelas prestações para arrancar umas lágrimas e quem está a sofrer de amor.

Jessica Mendes: Mais uma coisa chata desta canção. Mas não se pode fazer farinha sem trigo e, com uma música assim, dificilmente seria possível fazer alguma coisa fenomenal em palco.

Joana Martins: Já estão com uma boa atuação. A música não pede muito mais. 

Maria Silva: Perfeito para o tema!

Pedro Emídio: Não apresenta uma grande performance mas consegue cativar o público. Poderá ainda melhorar este aspecto até chegar a Estocolmo. 

Ricardo Mendes: Esta canção requer simplicidade!  A canção já faz o suficiente para atrair a atenção do público.


André Sousa: Um hino ao amor, um hino à vida. Esta é das letras que mais gosto neste ano.

Carolina Pinto: Muito básica, sem criatividade, demasiado lamechas, demasiado bimba. 

Catarina Gouveia: Uma letra bonita, que fala no poder que temos de ver a parte boa das coisas más.

Cláudia Peres de Matos: É o que gosto mais de todo o conjunto. É uma letra muito bonita, que dirá muito a muitas pessoas. É uma boa mensagem e a canção prima por aquilo que quer transmitir. 

Diogo Canudo: A par de São Marino, “Color Of Your Life” é das músicas d’amor com mais clichés este ano. Aliás, deve mesmo ser de sempre. Devem entrar para a história eurovisiva por causa disso. Sem originalidade.

Elizabete Cruz: A verdade é que a letra consegue ser ainda mais dramática do que tudo o resto! É que nem é de amor, é mesmo para roçar o depressivo. Mesmo assim, acho uma letra extremamente bem construída e interessante. Melhor que a maioria.

Jessica Mendes: “não há vida sem ti”, blá blá blá. É sempre a mesma coisa que já enjoa. Falta conteúdo e faltam menos “ohohohohoh”.

Joana Martins: Uma boa letra. Conta uma bonita história. 

Maria Silva: Uma letra bastante complexa, cheia de sentimento!

Pedro Emídio: Não é fantástica, uma vez que já é um tema bastante abordado, mas tem qualidade suficiente para conquistar uma boa classificação. 

Ricardo Mendes: Uma letra típica de balada. Nada de especial.


André Sousa: Espero, acima de tudo, que a Polónia consiga o seu lugar na final. 

Carolina Pinto: Mais uma que fica pelo caminho!

Catarina Gouveia: Pode passar à final, mas não sei se passará do top20.

Cláudia Peres de Matos: Se no ano passado foi à final, este ano também tem que ir. 

Diogo Canudo: Não acredito que passe à final, mas há sempre surpresas…

Elizabete Cruz: Um top 20 pelo menos, eu acho.

Jessica Mendes: Últimos lugares da semifinal

Joana Martins: Por mim não passa à final. Deve-se destacar por ser uma balada. 

Maria Silva: Um bom lugar!

Pedro Emídio: Vai conseguir ter uma boa classificação. Muito provavelmente, estará na grande final. 

Ricardo Mendes: Passa à final, mas não com o meu voto.


André Sousa: 8 pontos

Carolina Pinto: 6 pontos

Catarina Gouveia: 8 pontos

Cláudia Peres de Matos: 7 pontos

Diogo Canudo: 2 pontos

Elizabete Cruz: 5 pontos

Jessica Mendes: 3 pontos

Joana Martins: 2 pontos 

Maria Silva: 8 pontos

Pedro Emídio: 8 pontos 

Ricardo Mendes: 1 ponto

Total: 58 pontos


André Sousa: É sempre tão bom quando um país vai contra todas as expectativas e apresenta um tema sem receio da aceitação dos eurofãs.

Carolina Pinto: Continuo a achar que já ouvi isto em algum lado!

Catarina Gouveia: Quando Jack Sparrow fica sentimental...

Cláudia Peres de Matos: A melhor letra da edição 2016. 

Diogo Canudo: Polónia, tinham a Margaret e foram escolher isto…

Elizabete Cruz: Este país anda sempre a mandar coisas depressivas, não entendo!

Jessica Mendes: Sempre é melhor que a Rihanna wannabe.

Joana Martins: Ora bem, podia ser pior, certo? 

Maria Silva: Adoro o cabelo do cantor!

Pedro Emídio: Segue um pouco o estílo da Conchita, a Polónia está bem representada. 

Ricardo Mendes: Deixa-te de baladas, Polónia! Volta com as moças do pau a amassar pão!  


 Rússia - 113 pontos; 2º Chipre - 101 pontos; 3º Hungria - 99 pontos;  Austrália - 88 pontos;  Bósnia & Herzegovina - 84 pontos;  Islândia - 83 pontos; 7º República Checa - 83 pontos;  Azerbaijão - 80 pontos;  Letónia - 79 pontos; 10º Arménia - 78 pontos; 11º Malta - 77 pontos; 12º Estónia - 75 pontos; 13º Holanda - 71 pontos; 14º Macedónia - 71 pontos; 15º Croácia - 70 pontos; 16º Lituânia - 70 pontos; 17º Israel - 70 pontos; 18º Irlanda - 62 pontos; 19º Polónia - 58 pontos; 20º Bielorrússia - 41 pontos; 21º Moldávia - 41 pontos; 22º Áustria - 40 pontos; 23º Finlândia  - 39 pontos; 24º Grécia - 39 pontos; 25º Montenegro - 30 pontos26º São Marino - 5 pontos.

Vídeo: Eurovision.tv
11/04/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.