Apreciações Musicais - ESC 2016: Bielorrússia


IVAN - "HELP YOU FLY"



André Sousa: A Bielorrússia apresenta-se este ano com um instrumental um tanto ou quanto antiquado. Remetendo para um pop-rock fraco que parece que já foi ouvido variadíssimas vezes e que não acrescenta nada de novo.

Carolina Pinto: Até tem a sua piada, mas chega a um ponto que se torna demasiado irritante. Não tem nenhum elemento que a destaque. Sinceramente acho que há demasiada mistura de ritmos, que a torna um pouco irritante. Há alguns sons que tornam o instrumental um pouco bimbo. 

Catarina Gouveia: Nada mau! É um pop-rock que fica no ouvido e que me agrada pela diversidade de sons. Inferior ao ano passado, mas melhor que muitas propostas da Bielorrússia durante a sua presença na Eurovisão.

Cláudia Peres de Matos: Instrumental pobre. Quando comecei a ouvi-lo pela primeira vez, pensei que até poderia ter potencial… mas chegamos ao refrão e deixa de me agradar.  

Diogo Canudo: “Help You Fly” apresenta um instrumental um pouco datado, que nada acrescenta nada ao concurso. Como muitos outros que ouvi na Eurovisão e em várias finais nacionais.

Elizabete Cruz: Eu só sei que não devia ser obrigada a ouvir estas coisas. Que coisa mais desinteressante e chatinha.

Jessica Mendes: Há quem não goste, mas eu até considero a música bastante agradável. Não gosto particularmente da forma como começa, mas gosto do crescendo até ao refrão e do toque mais rock que tanta falta faz ao Festival.

Joana Martins: Um bom rock. Bem construído. 

Maria Silva: Nada de novo, repetitivo e cansativo.

Pedro Emídio: Um tema pop-rock, onde o som da bateria sobressai, trazendo ritmo à canção. Um tema que se encaixa no panorama eurovisivo atual. 

Ricardo Mendes: Este ano, a Bielorrússia apresenta-nos instrumental muito banal,  sem chama. Não me surpreendeu.  


André Sousa: Desinteressante e ao mesmo tempo monocórdica. Uma prestação fraca e nos agudos chega a ser deplorável. É daquelas composições que só ouvi uma vez completa e foi para fazer esta apreciação.

Carolina Pinto: Até certo acha piada aquela rouquidão meio escondida, é até um pouquito sexy. Mas aqueles falsetes?! Nem sei como é que o rapaz não se engasga. Acho que se esforça muito a atingir as notas. Amigo, calma, respira mais! “Help You Fly” acho que é das poucas partes percetíveis da canção. Ivan parece ter alguns problemas de dicção. Ouvir Ivan é demasiado sufocante.

Catarina Gouveia: É uma voz fraquinha, muito fraquinha. É algo a melhorar até Estocolmo.

Cláudia Peres de Matos: O mais desafinado do ano! Ou melhora significativamente ou vamos precisar de ter cuidado com os vidros lá de casa. 

Diogo Canudo: A voz, apesar de ser afinada, não tem grandes variações de tom, o que torna toda a proposta um pouco aborrecida. Sem expressão vocal.

Elizabete Cruz: Não sei se é o moço que não canta nada ou se o timbre dele simplesmente é péssimo. De qualquer forma, ele estava bem calado.

Jessica Mendes: Apesar de os graves nem sempre serem os mais perfeitos, gosto muito dos falsetes e do timbre do cantor. E as pequenas falhas trabalham-se facilmente até maio. 

Joana Martins: Ao vivo precisa de melhorar, contudo já não é uma má voz. 

Maria Silva: Parece que está numa rouquidão constante.

Pedro Emídio: Tem um timbre diferente e interessante. É de destacar a parte final da canção na qual faz alguns falsetes que valorizam a sua prestação. 

Ricardo Mendes: Adequada ao tema apresentado, sem falhas! 


André Sousa: Não há muito a comentar. Uma triste figura. Um tiro no vazio. 

Carolina Pinto: Espero muita energia por parte de Ivan, muita presença de palco, no entanto acho que não terá muito jogo de cintura, já que que o tema não é nada de extraordinário, não tem aquele tchanan. 

Catarina Gouveia: Alguém que quer pisar o palco nu, e ainda por cima com lobos, não é certamente bom da cabeça. Ainda assim, este tema exige um pouco mais que o cantor simplesmente estático em palco. 

Cláudia Peres de Matos: Com que então vamos ter lobos! Sou só eu que acho que esse elemento nada tem a ver com a canção? 

Diogo Canudo: Gostei dos efeitos visuais que a Bielorrússia utilizou na sua atuação. Espero algo ainda mais inovador para o palco eurovisivo. O problema não é apresentação, é sim a interpretação!

Elizabete Cruz: “Presença de palco” é com certeza o nome do meio deste moço. Ou então não. Nem nu lá vai.

Jessica Mendes: Não pode definitivamente ser como foi na final nacional. Precisa de algo que faça a música destacar-se.

Joana Martins: Outro principal aspeto a melhorar. Fico à espera, Bielorrússia. 

Maria Silva: O cantor não se mexe muito, parece mesmo que estagnou no tempo, falta qualquer coisa para melhorar a atuação.

Pedro Emídio: Demonstra confiança e à vontade com o tema que apresenta. No entanto, terá que treinar para impressionar o público .

Ricardo Mendes: Esta canção irá precisar de muitos efeitos cénico para chamar a atenção do público . Mas acho que nem com lobos nem com nudismo vai conseguir causar efeito.


André Sousa: Pois… não sei… é melhor guardar a minha opinião.

Carolina Pinto: “Help You Fly”? A sério? Se eu quiser voar compro uma passagem aérea. Não faz grande sentido a letra. Além disso é demasiado repetitiva, entretanto, só se ouve “fly, fly e fly”. Demasiado. 

Catarina Gouveia: Costumo dizer que quem não sabe escrever nem falar em inglês, que não o faça. Coisinha mais mal escrita com um tema batidíssimo.

Cláudia Peres de Matos: Letra muito simples e sem grandes desenvolvimentos. Alguém está “preso” e vai aprender a voar e a libertar-se.

Diogo Canudo: Das piores letras da edição. Chapa 5 e já está: “Eu ajudo-te a voar, vamos deixar o mundo para trás”. 

Elizabete Cruz: O pormenor que ainda é um bocadinho melhor na proposta, mas mesmo assim não é nada de muito interessante. 

Jessica Mendes: Confesso que esperava que ele cumprisse aquilo que diz e me ensinasse a voar. Afinal era tudo uma metáfora. 

Joana Martins: No fundo não é uma má letra. Já ouvi pior vindo da Bielorrússia *2013 feelings* 

Maria Silva: Muito repetitiva, cansativa.


Pedro Emídio: Adequa-se ao tipo de música apresentada. Não será das melhores letras que já passaram pela Eurovisão, mas também não está entre as piores.

Ricardo Mendes: Uma das letras mais pobres deste ano! Nada a dizer sobre ela.


André Sousa: Por favor, não me façam ouvir isto muitas vezes.

Carolina Pinto: Bye Bye, lamento, mas fica pelo caminho. 

Catarina Gouveia: Merece a final pelo instrumental, e julgo que deve consegui-lo. 

Cláudia Peres de Matos: Fica na semifinal.

Diogo Canudo: Deve ficar pela semifinal.

Elizabete Cruz: O lugar disto é com certeza pela semifinal. 

Jessica Mendes: Fica na semifinal.

Joana Martins: Espero que passem à final. Vai depender muito da atuação ao vivo. 

Maria Silva: Um dos últimos lugares na semifinal 

Pedro Emídio: Dificilmente chegará ao top três, mas existe a possibilidade de estar entre o grupo de finalistas.

Ricardo Mendes: Duvido que passe à final.


André Sousa: 0 pontos

Carolina Pinto: 6 pontos

Catarina Gouveia: 5 pontos

Cláudia Peres de Matos: 2 pontos

Diogo Canudo: 0 pontos

Elizabete Cruz: 1 ponto

Jessica Mendes: 8 pontos

Joana Martins: 8 pontos 

Maria Silva: 3 pontos

Pedro Emídio: 6 pontos 

Ricardo Mendes: 2 pontos

Total: 41 pontos


André Sousa: Se queres tanto ajudar a voar, ajuda-te é a ti próprio a cantares melhor.

Carolina Pinto: Volta para o ano, ou então não!

Catarina Gouveia: Nu na Eurovisão? Se ainda tivesse o “cabedal” do Sergey Lazarev!

Cláudia Peres de Matos: Para voares daí pra fora, nem precisas de grande ajuda!

Diogo Canudo: Se também quiseres ajuda para voar, só se for para voares daqui para fora!

Elizabete Cruz: O Eduard Romanyuta a tentar conquistar todos os países de leste... ah, espera, não é ele!

Jessica Mendes: Vais voar até à Suécia e voltas antes de sábado!

Joana Martins: Não entendo mesmo o ódio a esta música. Deve ser por ser da Bielorrússia. 

Maria Silva: Arménia versão 2.0.

Pedro Emídio:  O facto de não ser “demasiado” comercial pode fazer com que se distinga entre os concorrentes.

Ricardo Mendes: Nem com nudez nem com lobos vais conseguir um lugar na final! 


 Rússia - 113 pontos; 2º Chipre - 101 pontos; 3º Hungria - 99 pontos; 4º Austrália - 88 pontos;  Bósnia & Herzegovina - 84 pontos;  Islândia - 83 pontos; 7º República Checa - 83 pontos;  Azerbaijão - 80 pontos; 9º Arménia - 78 pontos; 10º Malta - 77 pontos; 11º Estónia - 75 pontos; 12º Holanda - 71 pontos; 13º Croácia - 70 pontos; 14º Bielorrússia - 41 pontos; 15º Moldávia - 41 pontos; 16º Áustria - 40 pontos; 17º Finlândia  - 39 pontos; 18º Grécia - 39 pontos; 19º Montenegro - 30 pontos20º São Marino - 5 pontos.

Vídeo: Eurovision.tv
05/04/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.