Arménia: uso da bandeira de Nagorno-Karabakh gera polémica


O dia após a primeira semifinal do Festival Eurovisão da Canção 2016 tem sido marcado pela polémica gerada graças ao uso da bandeira da região disputada de Nagorno-Karabakh na Green Room. A União Europeia de Radiodifusão (UER/EBU) já se pronunciou.

Ao ser questionada acerca do uso da bandeira, da região disputada entre a Arménia e o Azerbaijão, Iveta respondeu que apenas quer a paz entre as fronteiras. Pelo contrário, para a delegação do Azerbaijão este acto resumiu-se numa atitude provocatória, sendo que esta bandeira consta entre os itens banidos desta edição do festival.

Face ao sucedido, a UER emitiu um comunicado onde manifesta um forte desagrado pelo uso da bandeira de Nagorno-Karabakh por parte da delegação da Arménia. Aqui pode ler-se que "o grupo de referência decidiu sancionar a emissora arménia, AMPTV, de acordo com as regras. A natureza da sanção será determinada, o mais tardar, até à próxima reunião do grupo de referência em junho. Estamos conscientes da situação tensa que se vive na região de Nagorno-Karabakh, e as tensões em curso entre a Arménia e o Azerbaijão. Consideramos a aparição de uma bandeira de um território altamente disputado, na transmissão ao vivo, uma violação grave das regras 1.2.2h do Festival Eurovisão da Canção 2016, que afirma que "nos espetáculos não são permitidas mensagens que promovam qualquer organização, instituição, causa política ou outra, empresa, marca, produtos ou serviços". 

A UER salienta que não irá tolerar, daqui em diante, qualquer incumprimento das normas do ESC 2016 por parte da Arménia, sendo que qualquer incidente semelhante poderá resultar na desqualificação do país desta edição do festival ou das edições futuras.

Fonte/Imagem: ESCPortugal
11/05/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.