ESC 2016: júri ucraniano defende Jamala dizendo que o concurso é, por si só, muito político


O membro do júri ucraniano Valeria Chachibaya defendeu Jamala, após críticas dizerem que o concurso foi politizado através da vitória.

Para si, "a Eurovisão é política. Não foi só este ano, é sempre. Num tipo de competição entre países, é natural que haja um grande nível de pontos geográficos e políticos", desvalorizando, assim, as críticas que têm feito à EBU por se tratar de um concurso musical e não político.

Relembramos que "1944" foi dedicada à deportação dos tártaros da Crimeia, encomendado pelos líderes soviéticos. 

Fonte: oikotimes.com/Imagem: theguardian.com
20/05/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.