ESC 2016: UER reage e finaliza a polémica das bandeiras


União Europeia de Radiodifusão (UER) recuou na decisão e permitirá todas as bandeiras nacionais, regionais e locais dos países participantes no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2016, após contestação.

Depois da contestação da emissora espanhola em relação à proibição da bandeira basca, as emissoras da Noruega e da Grã-Bretanha reclamaram junto ao órgão máximo do evento.

A emissora norueguesa Norsk Rikskringkasting AS (NRK) contestou pelo facto de a representante Agnete ser descendente do grupo étnico que tem a bandeira Sami. Já a emissora britânica British Broadcasting Corporation (BBC) não concordou com a proibição das bandeiras dos países integrantes no Reino Unido, afirmando que um dos seus representantes é do País de Gales.

Após esta polémica, a UER decidiu reagir à polémica: "Após reflexão e negociações construtivas com várias delegações participantes, os organizadores do  ESC 2016 concordaram em permitir que todas as bandeiras nacionais, regionais e locais dos países participantes no concurso, para além das bandeiras dos países membros da ONU, a bandeira da União Europeia e a bandeira arco-íris, serão permitidas na Globen Arena". Mas ainda relembrando que: "os intervenientes nas negociações propuseram uma abordagem mais tolerante com outras bandeiras, visto que o público respeita a natureza não-política do concurso e não irá obstruir deliberadamente as câmaras.".

Assista ao videoclip de Agnete, representante da Noruega no ESC 2016:


Fonte/Imagem: escportugal.pt/Video: Eurovision Song Contest
7/05/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.