Portugal: estudo sobre a Eurovisão na imprensa


Um estudo de Jorge Mangorrinha sobre os 60 anos eurovisivos e o facto de Portugal nunca ter ganho o concurso está a ser notícia em alguns órgãos de comunicação social portugueses. 

Se o nome do autor lhe parece familiar é porque é mesmo: Jorge Mangorrinha é o autor da letra de "Um fado em Viena" que ficou no 2.º lugar do Festival da Canção do ano passado. O seu estudo foca os erros cometidos por Portugal - ou, neste caso, pela RTP - para nunca termos ganho a Eurovisão. É dado destaque às participações pré e durante o 25 de abril.

Nas várias notícias desta terça-feira podemos ler algumas das afirmações do autor. Uma delas prende-se com o facto de Portugal ter desistido do ESC 1970 em protesto "quanto ao método de votação que deu os últimos lugares a Simone de Oliveira em 1969 [com 'Desfolhada'], em vez da esperada vitória". No entanto no ano seguinte a RTP fez um Festival para consumo interno com "um grande investimento" mas sem qualquer "repercussão eurovisiva". O autor interroga-se então sobre o porquê de este investimento não se ter mantido nos anos seguintes.

Jorge Mangorrinha está a preparar outro estudo sobre o assunto com o nome "o território de Lisboa para receber o Festival em maio" e pretende focar-se nas infraestruturas e em tudo o que é necessário para organizar um evento desta dimensão. As ideias são claras: o MEO Arena iria receber o concurso e o Terreiro do Paço os eventos dos dias anteriores (a Eurovision Village). Pode ler duas das notícias aqui e aqui.

Fonte/Imagem: sapo, observador
24/05/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.