Ucrânia: Jamala afirma que preferia não ter tido razões para escrever o tema com que venceu o ESC 2016


Após a grande final do Festival Eurovisão da Canção 2016 (ESC 2016) ter terminado, a vencedora Jamala, representante a Ucrânia com o tema "1944", afirmou na conferência de imprensa preferir que este mesmo tema não tivesse razão de existir.

Jamala revelou na conferência de imprensa: "Dedico esta canção à minha bisavó. É muito difícil explicar como me estou a sentir. Eu teria preferido que todos aqueles terríveis acontecimentos não tivessem ocorrido para a minha bisavó e até preferia que esta canção não tivesse razão de existir.". 

A vencedora do ESC 2016 mostrou o seu contentamento e agradeceu todo o empenho da sua equipa, que é inteiramente ucraniana. Recordou ainda que quando preparava a sua atuação, ouviu músicas da banda sonora do filme "A Lista de Schindler", desejando que o seu tema tivesse a mesma força e emoção. 

A artista confessou, ao ser questionada sobre o que estava a sentir naquele momento, de forma bastante emocionada: "Não tenho palavras para descrever os meus sentimentos em inglês. Foi fantástico! Foi uma loucura! Eu tinha a certeza que, se cantares com verdade, isso pode tocar nas pessoas. E eu estava certa!". 

Jamala venceu o ESC 2016 com 534 pontos: recebendo 211 pontos do júri e 323 pontos do televoto. O ESC 2017 acontecerá na Ucrânia. 

Veja a atuação vencedora:


Fonte/ Imagem: ESCPortugal.pt/ Vídeo: Eurovision Song Contest 
15/05/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.