ESC Gentlemen - Primeiro Texto: 'E quando os Gentlemen são sex symbols...'


"E QUANDO OS GENTLEMEN SÃO SEX SYMBOLS..."

Quando vemos a Eurovisão, o que devia captar mais a nossa atenção seria as músicas dos nossos concorrentes favoritos, mas sejamos sinceros, quando os artistas são sexy, a coisa muda de figura. Para mim, mesmo que o tema seja mediano, se o intérprete for um Mans ou um Freddie, aí, meus amigos, a música torna-se fabulosa. Claro que um verdadeiro gentleman não é só gentleman por ser bonito ou sexy, mas também por ter atitude e carisma. 

Em 2009, a Eurovisão recebeu um dos grandes gentlemen da sua história, que por sinal foi vencedor: Alexander Rybak. Acho que muito pessoal vai discordar, mas este é um exemplo de que não é preciso ser-se demasiado lindo para ser sexy. O Alex tem um carisma diferente, e talvez seja isso o que lhe dê aquela pinta. Acho que todos deliraram quando ele atuou na Arena Olympic Indoor, em Moscovo, com o seu violino. Sinceramente, acho que ele só venceu pela pinta, pela fofura, pelo charme. A música era gira, sim, mas nem tanto para ser a vencedora. O Alex faz-me lembrar uma espécie de minion de tão fofo. 


Quando falamos em sex symbols, não podemos deixar de falar no Freddie, que representou a Hungria no ESC 2016. O jovem abusa na sensualidade. O homem transpira charme. E cada vez que vejo a atuação dele no festival pergunto-me por que raio levantou aquela camisola. A verdade é que o outfit não era grande coisa, mas quem reparou nisso? Eu não. Nem precisava de ter levantado a blusa para adorarmos a sua participação, só a voz dele o torna um sex symbol. Qual rapariga ou rapaz não se arrepiou ao ouvir aquela voz? Aquela rouquidão foi um sucesso. Um dos maiores símbolos de sensualidade do ESC, sem dúvida alguma.  


Passamos ao "bello reggazzo" Marco Mengoni, que foi representante da Itália em 2013, com a música "L’essenziale". Mas agora, porque será ele um dos sex symbols eurovisivos? Bem a resposta é muito simples. Em primeiro lugar, Marco respeita, a nível físico, uma elegância natural. Não possui o melhor corpo, nem os melhores abdominais, mais possui uma cara de tal forma sedutora (principalmente com a sua sobrancelha direita e os seus magníficos dentes) que arrepia o coração de qualquer pessoa. Mas o que o torna realmente sexy é o facto de ser italiano. É uma espécie de afrodisíaco.


Sákis Rouvás representou a Grécia em 2004 e também em 2009, com a canção "This is our night". Sákis é outro dos sex symbol eurovisivos, Isto deve-se ao facto de possuir um corpo bem estruturado, bem definido, e com uns abdominais que, mesmo não sendo nada de outro mundo, fazem inveja a muitos homens. O cantor grego possui atualmente 43 anos, mas continua um autêntico galã!  A forma como atuou no ESC de 2009, principalmente a nível da dança, não deixou ninguém indiferente. Pessoalmente, acho-o um sex symbol bimbo, isto é, tem certa pinta, mas acaba por tornar-se um pouco azeiteiro.


Não nos podemos esquecer do representante do Azerbaijão no ESC 2013, Farid “Mamma” Mia! Este é o típico baixinho, mas gostoso. Pode ser baixinho, mas tem tudo nos trincos, sim senhor. Um verdadeiro gentleman que arrasou numa atuação cheia de carisma e poder. Possui um charme diferente, e apesar de não ser o meu tipo de homem, vejo nele um verdadeiro sedutor. É caso para dizer “hold me”! 


Achavam que me esquecia do Sergey Lazarev? Claro que não. Só o olhar do representante russo no ESC 2016 mata qualquer um de ataque cardíaco, e aqueles abdominais podiam muito bem servir de uma bela e suave almofada. Este fofo fez derreter muitos corações de fãs eurovisivos.  Confesso que também não é muito o meu tipo de homem, mas dava para umas belas voltas, não é verdade? Perdoa-me Sergey,  “you´re not the only one.”, mas és cá um pão!


E como se costuma dizer, guarda-se o melhor para o fim. O meu sex symbol é e sempre será o Mans. Este homem não é grego, mas é um Deus, um ser de outro mundo.  Acho que é o sorriso dele que o torna deslumbrante. É discreto, não faz grandes exibicionismos, porque na realidade não o precisa de fazer para qualquer uma se apaixonar por ele. O representante sueco e vencedor do ESC 2015 tornou-se um fenómeno mundial, e não é para menos. Mans é cativante, parece parvo, mas a realidade é que ele parece que ilumina as atuações, as suas performances. Fiquei fã, és o meu "hero"!


Os gentleman “sex symbol” estão presentes em quase todas as edições do ESC, sendo também um elemento muito importante para satisfazer os olhos dos telespectadores, e para criar um espetáculo visual à altura, a imagem física também influencia muito os resultados finais, porque na verdade, os giraços têm sempre o apoio do pessoal. 

02/10/2016


Design por: 

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.