Espanha: gastos no ESC 2015 têm de ser revelados


O Tribunal Nacional, em função da Lei da Transparência, obriga a emissora espanhola a revelar todos os gastos com a participação de Edurne no Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2015.

Apesar de já ser a segunda decisão judicial a obrigar a revelar os valor, o Tribunal reafirma que "as informações solicitadas, e que a corporação recusa revelar alegando interesses económicos e comerciais, é uma informação pública", acrescentado que a emissora "é alimentada pelo Orçamento de Estado e por impostos de entidades privadas, logo é um organismo público. E os montantes atribuídos à RTVE devem, quando pedidos, apresentados aos cidadãos".

A Espanha estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1961 e já ganhou duas vezes: em 1968, com Massiel e a canção "La, la, la”, e em 1969, com Salomé e a canção "Vivo cantando". Em 2016 o país foi representado por Barei e a canção “Say Yay!”, alcançando o 22.º lugar na final com um total de 77 pontos. 

Fonte/Imagem: escportugal.pt
16/11/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.