ESC 2017: governo da Ucrânia impede intérprete da Rússia de entrar no país


A representante russa está proibida, pelo governo ucraniano, de entrar no país por ser, alegadamente, "anti-ucraniana". A decisão impede assim a sua participação no Festival Eurovisão da Canção 2017.

Segundo a agència Reuters, uma porta-voz dos serviços de segurança da Ucrânia afirmou que Julia Samoylova está impedida de entrar no país anfitrião do festival por ter violado as leis ucranianas, ao ter entrado na Crimeia para dar um concerto.

A European Broadcasting Union (EBU) já se pronunciou acerca deste anúncio, confirmando o banimento de Samoylova, e afirmando que terão de respeitar as leis internas do país anfitrião, ainda que estejam desapontados com a situação, pelo facto de esta decisão ir contra o espírito do festival e contra os seus princípios de inclusão.

Fonte: Público, Eurovision.tv/Imagem: Público

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.