Portugal: imprensa nacional destaca vitória de Salvador Sobral


Após a realização da final do Festival RTP da Canção 2017 onde Salvador Sobral tornou-se o grande vencedor e o atual representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção, os media nacionais destacaram massivamente este acontecimento. 

Tem existido um sentimento de encorajamento e de positividade nos media portugueses sobre o futuro de Portugal no ESC 2017. Nos últimos anos, é a música portuguesa que mais foi cobrida pelos media nacionais. Além do jornal Sol considerar que Salvador Sobral é o "Éder das Cantigas", o Jornal de Notícias revelou que a música "Amar Pelos Dois" está a criar mossa nas vendas digitais. O jornal Público elogia a escolha, esperando que seja tão bem recebida no estrangeiro como está a ser em Portugal. A Blitz também se mostrou interessada no concurso, fazendo até uma publicação apenas com fotografias e vídeos sobre o que aconteceu no passado domingo. 

Pode ler as notícias completas: [AQUI][AQUI][AQUI][AQUI][AQUI] [AQUI].

Portugal estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1964 e o seu melhor resultado é um sexto lugar: em 1996, com Lúcia Moniz e a canção “O meu coração não tem cor". Em 2015 o país foi representado por Leonor Andrade e a canção “Há um mar que nos separa”, alcançando o 14º lugar na semifinal com um total de 19 pontos.  A próxima edição do ESC acontece em Kiev, na Ucrânia, nos dias 9, 11 e 13 de maio.

Fonte: dn.pt, nit.pt, jpn.up.pt, hardmusica.pt e blitz.sapo.pt/Imagem: dn.

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.