Apreciações Musicais - ESC 2017: Macedónia



JANA BURCESKA - "DANCE ALONE"



André Sousa: A Macedónia a trazer uma música assim tão moderna? Até estou parvo. Gosto bastante do instrumental e da batida que incorporaram na música. Gostei bastante da aposta deste ano.

Andreia Valente: Eu nunca sei o que esperar da Macedónia mas este ano tenho de lhe dar o crédito todo. Mas que obra-prima de representação do pop eletrónico alternativo. O instrumental foi muito bem construído e a melodia é contagiante. No entanto, penso que este tipo de música dificilmente resultará no palco.

Catarina Gouveia: Que bom que é ver a Macedónia com uma canção totalmente “fora da caixa”, completamente diferente de tudo o que já tiveram na Eurovisão até aos dias de hoje. “Dance Alone” é moderna mas consegue marcar pela diferença. Clap clap à Macedónia por saber inovar com qualidade!

Daniel Fidalgo: Muito contemporâneo e bastante sofisticado. 

Diogo Canudo: Fiquei muito surpreendido pela Macedónia este ano. Mas que proposta inovadora, moderna e contemporânea! Quando menos esperamos temos estas belas surpresas. Apesar de não ser uma música excelente, foi um bom progresso, Macedónia!

Elizabete Cruz: Talvez vá destoar da opinião geral, mas acho este instrumental muito vulgar e que fica bem apagado junto de outras músicas com ritmo mais animado. Não considero mau, mas também não gosto por aí além.

Jessica Mendes: Não é de todo o meu género mas dentro do estilo é das melhores este ano. As transições entre versos e refrões estão um bocadinho mal feitas mas, tirando isso, nada a apontar.

Joana Raimundo: Eu nem sei bem que estilo associar a esta música, tem um pouco de indie e EDM, e gostei do estilo que se tornou. 

Neuza Ferreira: É um instrumentral assim meio eletrónico a puxar para o antigo. Bem catita, mas não me convence.


André Sousa: Pela versão estúdio não consigo perceber se a cantora tem, de facto, uma boa voz pois existem muitos efeitos. Não espero grande coisa deste aspecto, sinceramente.

Andreia Valente: Jana parece ter uma voz com um som muito incomum e subtil. “Dance Alone” não precisa de mais do que Jana.

Catarina Gouveia: Meh… É uma voz muito normal, muito típica de rapariga adolescente, o que acaba por conjugar com a canção.

Daniel Fidalgo: O aspeto menos positivo. Jana não tem, de todo, a melhor voz da competição.

Diogo Canudo: A versão estúdio tem imensos efeitos vocais, por isso não consigo avaliar muito bem a qualidade de Jana. Parece-me que é uma voz anasalada e, por isso, marca pela diferença.

Elizabete Cruz: O vídeo parece ter ali o seu q.b. de auto-tune então não sei até que ponto Jana vai ter uma boa prestação. Mas espero sinceramente que a canção soe idêntica ao vivo, ou vai perder muito.

Jessica Mendes: Não é preciso uma grande voz para cantar esta música, no entanto, e dependendo da atuação, é preciso respirar nos momentos certos. 

Joana Raimundo: Este estilo é perfeito para fora da Eurovisão. Não sei como irá resultar ao vivo no festival. 

Neuza Ferreira: O melhor deste tema, a par do instrumental, se bem que é uma voz comum e banal.


André Sousa: Tenho algumas dúvidas de como esta música poderá ser passada para palco. Acredito que chega a roçar a azeiteirice. Deviam ter pensado nisso antes de apresentarem a canção…

Andreia Valente: Se a pessoa responsável pelo videoclip ficar responsável pela estratégia de apresentação, a Macedónia vai arrasar. 

Catarina Gouveia: Tudo nesta proposta grita por flop, até vermos a atuação em palco. Será o make it or break it para a Macedónia.

Daniel Fidalgo: Espero ver a cantora sozinha em palco e que no refrão dance livremente. Uma atuação simples e descomprometida vão ao encontro da melodia e da mensagem da canção.

Diogo Canudo: Até tenho medo desta música em palco. Em estúdio pode ser muito bom, mas não vejo como dar uma boa performance a esta música. Vão acabar por cair no rídiculo e serem um desastre ao vivo.

Elizabete Cruz: Esta música tem tanto por onde permitir um bom espectáculo em palco que a Macedónia tem obrigação de fazer algo decente.

Jessica Mendes: Não inventem como em 2015, metam uns bailarinos com uma coreografia decente e pronto.

Joana Raimundo: Dançaaaaaa! Na verdade, não sei o que esperar, mas espero que seja bem animado. 

Neuza Ferreira: Efeitos cénicos com leds e luzes, e também alguns dançarinos. Não é preciso algo muito elaborado para uma boa presença.


André Sousa: O pior desta proposta. Estou cansado de ouvir letras em que as pessoas preferem estar “só do que mal acompanhadas”. É mais do mesmo, é irritante, o refrão é super repetitivo…

Andreia Valente:  “Dance Alone” tem uma letra extremamente bem escrita. Para resumir “And all I need to keep on movin / Is the sound of my heartbeat”.

Catarina Gouveia: É do mais básico que há, temos de admitir. Esquecer os problemas e o quotidiano e dançar sem pensar em mais nada, é uma temática super batida.

Daniel Fidalgo: Uma das poucas que transmite uma mensagem para além das palavras. Uma mensagem de autoconfiança, escondida nos versos da canção. 

Diogo Canudo: Já estou cansado de letras que dizem “vou dançar a noite toda, vou partir a pista de dança toda, não quero ninguém, estou melhor só do que mal acompanhado, vou dançar ao som do ritmo, sentir o calor dentro do meu corpo e deixar entrar o fogo”. Chega!

Elizabete Cruz: A letra é bastante positiva e por si só bastante energética. Quase se pode adotar como lema de vida.

Jessica Mendes: Super repetitiva mas o que é certo é que funciona bastante bem já que fica no ouvido só de se ouvir uma vez.

Joana Raimundo: É bem wild, combina tudo na perfeição. 

Neuza Ferreira: Não me diz nada. Simplesmente não gosto. É a típica letra que encaixa nestes instrumentais.


André Sousa: Apesar de não ser uma música má, não acredito na sua passagem.

Andreia Valente: Se o stagging for muito bom, a Macedónica ficará bem classificada na final. Caso contrário, vai ficar-se-á pela semifinal.

Catarina Gouveia: Infelizmente acho que isto não é música para ter sucesso na Eurovisão e estou a prever um flop total. Quem me dera estar enganada!

Daniel Fidalgo: Por mim, era top 10 fácil.

Diogo Canudo: Um dos flops do ano. Fica pela semifinal.

Elizabete Cruz: Coloco as minhas dúvidas em relação à passagem à final.

Jessica Mendes: Talvez consiga ir à final. Se não conseguir é só por ser a Macedónia.

Joana Raimundo: Algures no vinte e qualquer coisa na final.

Neuza Ferreira: Vai à final.


André Sousa: 5 pontos.

Andreia Valente: 7 pontos.

Catarina Gouveia: 8 pontos.

Daniel Fidalgo: 8 pontos.

Diogo Canudo: 5 pontos.

Elizabete Cruz: 4 pontos.

Jessica Mendes: 5 pontos.

Joana Raimundo: 8 pontos.

Neuza Ferreira: 6 pontos.

Total: 56 pontos.


André Sousa: O futuro é assim, Macedónia. Continua a fazer mais e cada vez melhor!

Andreia Valente: A Macedónia leva o troféu de melhor videoclip e uma honrosa medalha de participação.

Catarina Gouveia: Acho que Jana irá ficar a dançar com os restantes não apurados da semifinal.

Daniel Fidalgo: Espero que desta vez a Europa não vá ao WC durante a atuação da Macedónia e que vote!

Diogo Canudo: Orgulhaste-me este ano, Macedónia!

Elizabete Cruz: E, mesmo que não passe à final, uma pessoa dança sozinha!

Jessica Mendes: Vais dançar sozinha porque de resto é só baladas.

Joana Raimundo: Excelente entrada da Macedónia.

Neuza Ferreira: Ela bem diz que está perdida no som. Olhem, somos duas.


1.º Azerbaijão - 77 pontos; 2.º Portugal - 77 pontos; 3.º Dinamarca - 70 pontos; 4.º Finlândia - 68 pontos; 5.º Polónia - 65 pontos; 6.º Suécia - 65 pontos; 7.º Hungria - 64 pontos; 8.º Bélgica - 63 pontos; 9.º Arménia - 60 pontos; 10.º Austrália - 60 pontos; 11.º Islândia - 59 pontos; 12.º Holanda - 58 pontos; 13.º Albânia - 56 pontos; 14.º Macedónia - 56 pontos; 15.º Áustria - 49 pontos; 16 Geórgia - 46 pontos; 17 Moldávia - 45 pontos; 18 Montenegro - 41 pontos; 19.º Grécia - 37 pontos; 20.º Irlanda - 33 pontos; 21.º Chipre - 32 pontos; 22.º República Checa - 30 pontos; 23.º Letónia - 29 pontos; 24.º Eslovénia - 14 pontos.

Vídeo: Eurovision Song Contest

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.