Apreciações Musicais - ESC 2017: Moldávia



SUNSTROKE PROJECT - "HEY MAMMA"



André Sousa: Adoro o instrumental. Algo muito animado, com uma batida agradável e chamativa. O uso do saxofone só vem embelezar ainda mais insto tudo. Eu particularmente gosto muito, e faz com que ouça várias vezes esta canção. 

Andreia Valente: A produção de “Hey Mamma!” soa a uma produção barata. Mas a melodia infiltra os meus pensamentos de vez em quando e isso, só por si, já é um sucesso. É uma canção que não se leva a sério e bem que precisamos desta leveza!

Catarina Gouveia: Ah, que bem que sabe ter os Sunstroke Project de volta! Adoro-os, adoro o seu estilo musical, adoro ficar animada sempre que ouço algo deles. “Hey Mamma” pode ser inferior ao tema de 2010, mas é mesmo aquilo de que esta semifinal precisava.

Daniel Fidalgo: Algo descomprometido, ligeiro, que cai muito bem no meio de uma quantidade absurda de baladas. É radiofónico, comercial e muito divertido.

Diogo Canudo: Sempre que os Sunstroke Project realizam uma música, todos já sabem que vai ter um instrumental animado mas completamente diferente das batidas dançantes que se ouvem todos os dias. O uso do saxofone é genial para criar essa diferença. Parece de não ser inédito na Eurovisão, fica sempre bem a inclusão de um outro instrumental musical.

Elizabete Cruz: Quando ouvi este instrumental senti que era disto que estava a precisar para que a Eurovisãoo fosse um bocado melhor. Pode ser meio foleiro, mas nem quero saber, adoro e pronto.

Jessica Mendes: Vamos fingir que isto não é sempre a mesma coisa e que a partir dos dois minutos é só encher chouriços. Se esquecermos isso, temos uma música engraçada e catchy que vai acabar por se destacar pela sua alegria.

Joana Raimundo: Algo divertido e fresco, fora das baladas. The sax guy is back! The violin guys is back! E adoro. 

Neuza Ferreira: Adoro o modernismo junto com o violino e com os saxofones. Maravilhoso!


André Sousa: Não tenho mesmo nada a apontar. Voz – check, segurança – check, intensidade – check. Tudo certo.  

Andreia Valente: Segei tem uma prestação vocal decente. Nada de especial.

Catarina Gouveia: Adoro completamente a voz de Sergei. É diferente, nota-se uma leve rouquidão no seu timbre mas sem ser grave, como costumamos ouvir habitualmente. Não tem falhas, é simplesmente fantástica. 

Daniel Fidalgo: Uma voz que se enquadra muito bem na animação deste tema. 

Diogo Canudo: O vocalista da banda tem uma voz agradável, forte e muito segura. Neste ponto não há nada a apontar.

Elizabete Cruz: Em termos vocais, a eficiência está toda lá! A música não é difícil de ser cantada mas também permite que vários deslizes pudessem ser cometidos. Felizmente, foi tudo perfeito!

Jessica Mendes: Ele não tem grande voz mas a música também não precisa de uma grande voz. Faz o que lhe compete bem e é o que interessa. 

Joana Raimundo: Não é o grande forte deles, mas isso não impede nada. Afinal quem é que quer saber de voz na Eurovisão? Já ganharam as maiores bostas de sempre. 

Neuza Ferreira: Não é das melhores vozes como é evidente, mas como o tema em cima é tão “alegre” uma pessoa acaba por nem ligar à pouca qualidade da voz.


André Sousa: Espero que a performance seja alterada. O que foi apresentado na final nacional deixou muito a desejar. Mas acredito que apareçam na Eurovisão com algo bombástico. Não é de esperar outra coisa. 

Andreia Valente: A dança ridícula que os SunStroke Project fazem no palco, estranhamente, resulta bem. O trio tem uma apresentação muito única.

Catarina Gouveia: A coreografia é um bocado parva, mas não deixa de ter piada. Todo o conceito da atuação fez-me rir. E quem não tinha saudades dos movimentos épicos do Epic Sax Guy?

Daniel Fidalgo: O intérprete é bastante carismático. Com certeza irá mostrar uma Moldávia em palco bem superior ao ano anterior.

Diogo Canudo: A performance que a banda levou ao palco da Moldávia é bastante confusa. E quando vi as noivas ri imenso. Meu Deus, não conseguem perceber como aquilo fica tão azeiteiro em televisão? É preciso urgentemente que a atuação mude por completo.

Elizabete Cruz: É preciso falar mesmo disto? Se há coisa em que os sunStroke Project preenchem requisitos é na presença de palco! Com um epic sax guy e um epic violin guy, quero ver quem ousa fazer melhor!

Jessica Mendes: Para que é que as coristas estavam vestidas de noiva? Não sei, mas adoro a espécie de coreografia que os três elementos da banda fazem.

Joana Raimundo: São os Sunstroke Project, vai acontecer algo assim especial em palco e espero que seja ainda mais grandioso do que foi na Moldávia. 

Neuza Ferreira: A dança até pode ser horrivel, mas é tão cativante. O trabalho de luzes também está muito bem conseguido.


André Sousa: A letra repete-se muito, os versos deixam a desejar, e nada mais que isso. Não é uma letra que acrescente nada de especial. Só de um rapaz apaixonado e nada mais.

Andreia Valente: Ridícula e suponho que o objetivo seja mesmo esse.

Catarina Gouveia: Toda a canção possui um conceito ao qual a performance vai de encontro, o que é espetacular. É diferente, descontraída e tão engraçada. Fico só à espera que chegue a mãe da rapariga e comece a correr atrás dele com um taco de basebol, mas pronto.  

Daniel Fidalgo: Bastante divertida, daquelas que estamos o dia todo a cantarolar. 

Diogo Canudo: De certeza que o ponto mais importante nesta proposta não é a letra. É bastante repetitiva, alguns versos são um pouco ridículos e mais uma história de um miúdo atrevido que está apaixonado.

Elizabete Cruz: Não vou pôr defeitos numa letra que não diz nada mas que fica a bater na cabeça o dia todo. Não sou hipócrita a esse ponto.

Jessica Mendes: Por favor repitam “hey mamma” mais vezes que eu ainda não percebi o nome da música.

Joana Raimundo: Não há muito a dizer, para além de ser catchy, não tem muito mais. 

Neuza Ferreira: Completamente chata: a repetição de "mamma" estraga tudo. Para além disso os versos não ligam uns com os outros. O pior deste tema, sem dúvida.


André Sousa: Passa à final pela sonoridade, nada mais. 

Andreia Valente: A Moldávia vai ficar-se pela semifinal.

Catarina Gouveia: Vejo a Moldávia tão em baixo nas casas de apostas que fico confusa. Desde 2014 que a Moldávia não está na final, mas acho injusto se isso se repetir este ano. Talvez obtenham um resultado semelhante ao de 2010.

Daniel Fidalgo: Espero mesmo que passe a final!

Diogo Canudo: Por mim ficava na semifinal, mas já sei que os Sunstroke Project fazem a delícia a muitos fãs eurovisivos.

Elizabete Cruz: Nem sei para que vão à semifinal, um lugar na final já é deles.

Jessica Mendes: Vai à final mas não consegue grande lugar.

Joana Raimundo: Júúúúrrriii, televooootoooo, sejam simpáticos, siiiim? Quero muito os Sunstroke Project na final para animar aquilo! 

Neuza Ferreira: Se passar da final fica pelo fim da tabela.


André Sousa: 4 pontos.

Andreia Valente: 2 pontos.

Catarina Gouveia: 7 pontos.

Daniel Fidalgo: 8 pontos.

Diogo Canudo: 3 pontos.

Elizabete Cruz: 7 pontos.

Jessica Mendes: 2 pontos.

Joana Raimundo: 6 pontos.

Neuza Ferreira: 6 pontos.

Total: 45  pontos.


André Sousa: Será que podem levar o tema só com a parte do saxofone e mais nada, por favor?

Andreia Valente: Epic Sax Guy is back!

Catarina Gouveia: Epic Sax Guy voltou! Aleluia!

Daniel Fidalgo: "Epic Sax Boy" está de volta!

Diogo Canudo: Ai Mamma, que a Moldávia nunca mais aprende!

Elizabete Cruz: Custou, mas a Moldávia está viva de novo!

Jessica Mendes: Podemos ter só o epic sax guy a fazer a sua dança do início ao fim?

Joana Raimundo: Excelente regresso! 

Neuza Ferreira: A mamma Europa vai adorar isto (*risos*).


1.º Azerbaijão - 77 pontos; 2.º Portugal - 77 pontos; 3.º Finlândia - 68 pontos; 4.º Suécia - 65 pontos; 5.º Bélgica - 63 pontos; 6.º Arménia - 60 pontos; 7.º Austrália - 60 pontos; 8.º Islândia - 59 pontos; 9.º Albânia - 56 pontos; 10 Geórgia - 46 pontos; 11 Moldávia - 45 pontos; 12 Montenegro - 41 pontos; 13.º Grécia - 37 pontos; 14.º Chipre - 32 pontos; 15.º Letónia - 29 pontos; 16.º Eslovénia - 14 pontos.

Vídeo: Eurovision Song Contest

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.