Apreciações Musicais - ESC 2017: Sérvia



TIJANA BOGICÉVIC - "IN TOO DEEP"



André Sousa: A Sérvia está cada vez mais a tornar-se uma super potência eurovisiva. Ultimamente tem sido fantástica na Eurovisão. “In Too Deep” é uma das melhores músicas do ano, muito moderna, muito contemporânea, capaz de arrebatar os corações de todos os telespectadores. 

Andreia Valente: As expectativas para a Sérvia estão sempre muito altas e, este ano, até as expectativas foram superadas. O instrumental de “In Too Deep” tem muita qualidade de produção e a melodia é aliciante. Esta canção é uma aposta muito forte. 

Catarina Gouveia: A Sérvia é um país maravilhoso na Eurovisão. É raro o ano em que não surpreende. “In Too Deep” tem um instrumental brilhante, um dos melhores do ano. Conseguiram incorporar o moderno com os sons tradicionais com tanta pinta!

Daniel Fidalgo: Não é que seja mau, mas não vejo uma produção propiamente interessante. Vai construindo, vai construindo… mas nunca atinge o pico necessário para me fazer adorar esta aposta. Estava à espera de muito mais. Mas não desgosto. 

Diogo Canudo: “In Too Deep” apresenta um instrumental portentoso, bastante moderno e cativante. Já esperava, por acaso, que a Sérvia viesse com tudo este ano – e é das músicas mais bem realizadas no género nos últimos anos da Eurovisão.

Elizabete Cruz: É tão bom ouvir uma música que marca pela diferença e sobretudo pela positiva! Muito bem Sérvia, dá gosto de se ouvir!

Jessica Mendes: É sem dúvida uma das melhores músicas deste ano. Bem construída e pensada mas que peca um pouco por ser repetitiva e por não explodir no final.

Joana Raimundo: Está tão diferente do resto das canções, bastante interessante e resulta muito bem.

Neuza Ferreira: Um instrumental atual, com sons modernos. Contudo, na minha opinião, não acrescenta nada de novo ao concurso. Como este há muitos.


André Sousa: Não me parece que Tijana vá ter dificuldades vocais com esta música. Pode não ter a melhor voz do ano, mas é suficientemente boa para arrasar.

Andreia Valente: “In Too Deep” foi uma canção feita à medida para Tijana. A melodia vocal é muito dinâmica, mas Tijana agarra-se com muita facilidade a cada nota.

Catarina Gouveia: A voz de Tijana é absolutamente arrebatadora, cantar esta canção é tão fácil para ela como dormir a sesta é fácil para mim. 

Daniel Fidalgo: Tijana tem uma voz boa… e é só. Não gosto dos graves dela e a voz ganha força no refrão, mas mesmo assim, não mexe com o meu espírito. 

Diogo Canudo: Não conheço a voz de Tijana ao vivo, mas não me parece que vá ter muitas dificuldades ao vivo. A música acaba por puxar pela voz na parte do refrão, e Tijana parece ter uma voz limpa e segura.

Elizabete Cruz: Não sendo a voz mais marcante desta edição, Tijana facilmente se destaca numa música que a ajuda bastante nisso.

Jessica Mendes: Gosto imenso da voz dela mas penso que poderia mostrar mais qualquer coisa.

Joana Raimundo: Adoro as diferentes alterações na voz da Tijana durante a música, e penso que, se soar ao bem ao vivo, tem tudo para correr bem. 

Neuza Ferreira: É competente, mas não é extraordinária. Veremos como se sairá ao vivo.


André Sousa: Estou ansioso para aquilo que a Sérvia vai fazer em palco! Acredito que sigam à risca o que apresentaram no vídeo oficial da canção.

Andreia Valente: Eu espero que a Sérvia se foque no jogo de luzes e não só nas argolas acrobáticas. 

Catarina Gouveia: Já recebemos a dica de que a performance deverá contar com bailarinos, à semelhança do vídeo. Quanto à presença da própria Tijana, é algo difícil de prever, pois a canção não é balada que a obrigue a estar estática nem um uptempo que exija uma coreografia. Veremos!

Daniel Fidalgo: A Sérvia raramente nos presenteia com uma má atuação. Espera-se muito fogo de artifício e muitas luzes. 

Diogo Canudo: Se levarem para palco algo parecido com o vídeo oficial da canção, seria interessante: uma coreografia intensa levada a cabo pelos bailarinos, a cantora em cima de um arco e fumo… bastante fumo.  

Elizabete Cruz: Espero que sejam capazes de fazer em palco aquilo que a música merece. E que Tijana não desiluda vocalmente.

Jessica Mendes: Estou à espera de qualquer coisa semelhante àquilo que vemos no videoclip.

Joana Raimundo: Penso que a Sérvia nos trará algo grandioso e mal posso esperar para ver.

Neuza Ferreira: Tem tudo para correr bem! Podem apostar em grandes coreografias, ou até mesmo sentar a cantora numa argola (tal como se vê no videoclip).


André Sousa: Nota-se perfeitamente que não é uma letra demasiado explorada. Mas, para o estilo musical com que se apresenta, até está bastante decente e aceitável.

Andreia Valente: Dramatismo mais absurdo e algumas frases cliché. 

Catarina Gouveia: Esta canção possui um dos melhores refrões do ano, por estar bem escrita, sem rimas previsíveis. Num todo, a canção descreve de uma forma bonita o processo de nos apaixonarmos. Pessoalmente, adoro!

Daniel Fidalgo: É só mais uma… aborrecida, chata, sem brilho, um lugar comum. 

Diogo Canudo: Para o estilo musical que apresenta, acaba por não ser uma letra má. Talvez é uma letra muito relaxada e com pouco desenvolvimento, mas não desilude os  fãs pela sua baixa qualidade.

Elizabete Cruz: Existe um sem número de repetições da palavra “deep “ e outras tantas repetições de palavras que tornam a letra mais pobre, mas também mais fácil de ser decorada, portanto esse poderá ser um ponto positivo.

Jessica Mendes: É demasiado repetitiva mas o título tem tudo a ver com a música em si.

Joana Raimundo: É um pouco repetitivo mas não cansa.

Neuza Ferreira: É bonita, mas não marca pela diferença. O refrão torna-se um pouco chato com o decorrer da música.


André Sousa: Não arrisco a dizer top 5. Mas top 10 tem de ser de certeza!

Andreia Valente: A Sérvia tem um lugar garantido na final. Na final, deverá ficar a meia tabela.

Catarina Gouveia: A Sérvia tem de estar no top10, no mínimo!

Daniel Fidalgo: Vai à final, merecidamente… mas por mim ficava fora do top 10.  

Diogo Canudo: Top 10 parece-me suficiente.

Elizabete Cruz: A Sérvia vai com certeza destacar-se. 

Jessica Mendes: Top 10.

Joana Raimundo: Penso que não terá aquilo que realmente merece, e não ficará muito alta na final.

Neuza Ferreira: Vai à final com toda a certeza.


André Sousa: 10 pontos.

Andreia Valente: 8 pontos.

Catarina Gouveia: 10 pontos.

Daniel Fidalgo: 5 pontos.

Diogo Canudo: 8 pontos.

Elizabete Cruz: 6 pontos.

Jessica Mendes: 7 pontos.

Joana Raimundo: 10 pontos.

Neuza Ferreira: 7 pontos.

Total: 71 pontos.


André Sousa: Sérvia, a nova super potência eurovisiva!

Andreia Valente: Queremos as argolas acrobáticas em Kiev!

Catarina Gouveia: Não é o Zeljko mas deixa a pessoa satisfeita!

Daniel Fidalgo: “Walk on  Water” dos pobres.  

Diogo Canudo: Sérvia, um dos países mais recentes da Eurovisão e que está constantemente a dar uma abada a todos os outros.

Elizabete Cruz: Ainda bem que há quem não tenha como objectivo fazer o povo desistir da Eurovisão. 

Jessica Mendes: Quem bateu no fundo foi a qualidade musical da eurovisão deste ano.

Joana Raimundo: Mais uma excelente entrada para a Sérvia. 

Neuza Ferreira: Esperemos que isto não se torne um flop.


1.º Azerbaijão - 77 pontos; 2.º Portugal - 77 pontos; 3.º Sérvia - 71 pontos; 4.º Dinamarca - 70 pontos; 5.º Finlândia - 68 pontos; 6.º Polónia - 65 pontos; 7.º Suécia - 65 pontos; 8.º Hungria - 64 pontos; 9.º Bélgica - 63 pontos; 10.º Arménia - 60 pontos; 11.º Austrália - 60 pontos; 12.º Islândia - 59 pontos; 13.º Holanda - 58 pontos; 14.º Albânia - 56 pontos; 15.º Macedónia - 56 pontos; 16.º Áustria - 49 pontos; 17 Geórgia - 46 pontos; 18 Moldávia - 45 pontos; 19 Montenegro - 41 pontos; 20.º Rússia - 37 pontos; 21.º Grécia - 37 pontos; 22.º Irlanda - 33 pontos; 23.º Chipre - 32 pontos; 24.º República Checa - 30 pontos; 25.º Letónia - 29 pontos;  26.º Roménia - 27 pontos; 27.º Malta - 23 pontos; 28.º Eslovénia - 14 pontos.

Vídeo: Eurovision Song Contest

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.