ESC 2017: participação da Irlanda custou 331 mil euros


A emissora nacional irlandesa, RTÉ, revelou que no total gastou 331 mil euros com a participação de Brendan Murray no Festival Eurovisão da Canção 2017.

Depois da RTÉ ter recebido um pedido de liberdade de informação por parte do jornal, The Sun, foram confirmados os custos que a emissora teve com o concurso, "A RTÉ teve um custo de aproximadamente 331 mil euros com o programa Festival Eurovisão da Canção 2017" revelou um representante da emissora, sendo que o valor pode aumentar, "As contas de 2017 ainda não foram finalizadas, sendo que os custos não incluem encargos de mão-de-obra e suporte da RTÉ, e os mesmos só serão contabilizados no final do ano".

O responsável pelo anúncio relembrou ainda que o valor está na mesma ordem do custo do ano passado, mas a comitiva de este ano era composta por dezasseis pessoas: "Junto com a taxa de participação, o valor inclui os pagamentos dos artistas e designers, o custo da encenação, dos ensaios, gráficos, adereços, pirotecnia, figurinos, coreografia, filmagens do postcard e a gravação do tema", sendo o único tema que não expôs foi a quantia que Louis Walsh, o responsável pela escolha do cantor e do tema para o certame, recebeu pelos serviços prestados, sendo que o jornal avança que "todos os serviços enquanto consultor foram pagos".

A Irlanda estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1965 e já ganhou sete vezes: em 1970, com Dana e a canção “All Kinds of Everything”, em 1980, com Johnny Logan e a canção “What’s Another Year?”, em 1987, com Johnny Logan e a canção “Hold Me Now”, em 1992, com Linda Martin e a canção “Why Me?”, em 1993, Niahm Kavanagh e a canção “In Your Eyes”, em 1994, com Paul Harrington & Charlie McGettingan e a canção “Rock ‘n’ Roll Kids”, e em 1996, com Eimear Quinn e a canção “The Voice”. Em 2017 o país foi representado por Brendan Murray e a canção “Dying to Try”, alcançando o 13º lugar na segunda semifinal com um total de 86 pontos.

Fonte: eurovoix



Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.