São Marino: "projeto revolucionário" para a Eurovisão



Radiotelevisione della Repubblica di San Marino (SMRTV) irá realizar uma conferência de imprensa esta terça-feira referente à participação no ESC 2018.

Nesta conferência, que irá decorrer em Roma, estarão Davide Gasperoni, presidente da SMRTV, Carlo Romeo, diretor da SMRTV e Alessandro Capicchioni, chefe de delegação. O tema principal é o método de votação que a emissora afirma beneficiar os maiores países e deixar de parte os pequenos concorrentes. Falar-se-á também do "projeto revolucionário" e nunca antes visto que São Marino irá trazer até Lisboa. 

Os responsáveis da emissora há muito que se queixam do sistema de votação e, inclusive, já fizeram queixa à EBU pela forma como é apurado o televoto da nação. Outro dos países descontentes com a votação é a Turquia que se retirou do concurso em 2013 e nunca mais regressou.

O São Marino estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 2008 e o seu melhor resultado é um vigésimo quatro lugar na final: em 2014, com Valentina Monetta e a canção “Maybe”, e um total de 14 pontos. Em 2017 o país foi representado por Valentina Moneta & Jimmie Wilson e a canção “Spirit of the Night”, alcançando o 18.º lugar na segunda semifinal com um total de 1 ponto.

Recorde "Spirit of the Night":


Fonte: Eurovoix/Vídeo: Eurovision Song Contest



Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.