Apreciações Musicais - ESC2015: Lituânia




MONIKA LINKYTĖ E VAIDAS BAUMILA – “THIS TIME”



André Sousa: Melodia Country que nada tem a ver com a Lituânia. A alegria pode estar lá mas de resto acho vazia, repetitiva e nada mais.

Andreia Fonseca: Das melhores coisas que a Lituânia já trouxe à Eurovisão. É americano, é country, é atual, é orelhudo… É uma data de coisas agradáveis. Os duetos são, quase sempre, uma agradável surpresa na Eurovisão – e este é mesmo muito agradável!

Catarina Gouveia: Talvez a melhor canção da Lituânia dos últimos anos, principalmente depois do terror intergaláctico do ano passado. É difícil conter o vómito cada vez que vejo uma participação em “casal” na Eurovisão mas desta vez até consigo aguentar e até gostar. Um tema com um toque de country, cada vez mais frequente neste concurso. 

Cláudia Peres de Matos: Instrumental agradável mas facilmente esquecível. Torna-se um pouco chata com o tempo, por ser muito repetitiva.

Diogo Canudo: Todos os anos a Eurovisão tem um countryzinho. Este é o deste ano, mas talvez é um dos mais fracos dos últimos anos. Podia ser muito melhor.

Elizabete Cruz: Isto é um sério caso de amor, para mim! O instrumental é extremamente animado e bem-disposto que é impossível ficar com cara de caso enquanto se ouve isto.

Jessica Mendes: Transmite felicidade mas nada do outro mundo, nem nada esperado na Eurovisão. Country é um género que não vemos muito por lá, mas talvez resulte.

Joana Martins: Gosto muito. É animado. Vai sobressair no meio de tanta balada.

Rita Pereira: Uma espécie de Pop folk que já ouvimos noutros locais – Malta 2014 é um bom exemplo!


André Sousa: Duas vozes que se destacam na intensidade, ele com uma presença mais forte que a dela. Nada de novo a acrescentar.

Andreia Fonseca: Não são intérpretes magníficos, mas as suas vozes “casam bem”, e dão ao tema a vivacidade que este precisa.

Catarina Gouveia: Este é mais um daqueles temas que praticamente qualquer pessoa consegue cantar. As vozes de ambos até estão ao mesmo nível de qualidade, o que faz com que a dupla resulte.

Cláudia Peres de Matos: Provavelmente foi também muito devido à conjugação destas duas vozes que conseguiram o apuramento.

Diogo Canudo: Os dois têm vozes simpáticas e que dão uma outra vida ao tema. Se este tema fosse entregue a quaisquer outros, perderia muito.

Elizabete Cruz: Talvez o fator que mais prejudica a música, especialmente por parte da voz feminina, que é mais frágil. Mas nada preocupante, nem nada que rebente tímpanos.

Jessica Mendes: As vozes dos dois ficam muito bem juntas e adequam-se completamente ao género da música.

Joana Martins: A Monika tem uma voz interessante mas o Vaidas melhora e dá força à música.

Rita Pereira: Fabulosa voz de Monika e de Vaidas que combinadas resultam extremamente bem.


André Sousa: A presença é mesmo o ponto-chave desta canção. Gosto bastante da interação entre os dois e da cumplicidade que demonstram.

Andreia Fonseca: O beijo é sempre um importante condimento para os mais românticos. Este tema só precisa disto: química entre os cantores, e eles parecem tê-la.

Catarina Gouveia: Eles funcionam bem enquanto dupla, com bastante dinâmica e animação. Ainda assim, há vezes em que sinto um certo overacting, principalmente se aquele beijo super falso se mantiver.

Cláudia Peres de Matos: Estes dois são muito animados mas acho que a canção precisa de algo mais do que estarem apenas um a olhar para o outro todos entusiasmados a cantar.

Diogo Canudo: Os dois têm imensa ligação, e só fazem com que o tema seja mais comestível. No entanto, poderiam investir muito mais neste aspecto.

Elizabete Cruz: A química entre os dois cantores é notável. Adoro como eles conseguem dar vida à letra enquanto cantam um para o outro.

Jessica Mendes: Gosto muito da interação entre os dois. Têm imensa química.

Joana Martins: Têm boa química e acredito que estão a trabalhar para a atuação na Eurovisão.

Rita Pereira: Os artistas com melhor presença em palco e carisma do ESC 2015!


André Sousa: Mais um letra de amor, do tempo certo, da paixão. Ou seja, mais do mesmo.

Andreia Fonseca: É um dueto, é apaixonado, claro que a música é romântica e o amor é a principal tónica. A letra cumpre a sua função… Não ganhará um prémio literário, mas é adequada à atmosfera do tema.

Catarina Gouveia: Bem, podia ser pior na medida em que quando se vê uma dupla na Eurovisão a primeira sensação que se tem é a de que vai ser algo muito meloso. Ainda assim é bastante fraquinha, com rimas extremamente previsíveis e um refrão muito repetitivo. 

Cláudia Peres de Matos: De facto, os intérpretes retratam bem em palco a letra da canção: estão a apaixonar-se e estão felizes.

Diogo Canudo: "I feel in love", é apenas isto, com muitos "round and round and round and round". Ok, até eu já estou confuso. Completamente horrível.

Elizabete Cruz: Mais uma letra cliché e o refrão não está trabalhado por aí além. Mas aliada à prestação dos cantores, a letra fica tão fofinha que nem me importo que seja cliché.

Jessica Mendes: Demasiado “ohohohoh” e claro que a letra está muito vista, mas é também ela muito apropriada ao género musical.

Joana Martins: Fofinha mas nada de mais. Adoro especialmente a parte do “Love” no meio do refrão. Dá muito à música.

Rita Pereira: Uma canção simples sobre amor.


André Sousa: Não é algo que queira ver na final.

Andreia Fonseca: Vejo, perfeitamente, este tema na finalíssima – isto se houver justiça.

Catarina Gouveia: Está na final e deverá ficar na metade inferior da tabela de classificação.

Cláudia Peres de Matos: Não consigo prever o resultado, mas aposto numa retida na semifinal.

Diogo Canudo: Fica claramente pela semifinal.

Elizabete Cruz: Queria muito um lugar na final para isto!

Jessica Mendes: Talvez consiga a passagem à final mas não acredito num bom lugar.

Joana Martins: Acho que vão voltar à final talvez um top 15 na final ou mais se conseguirem sobressair no meio de tanta coisa aborrecida.

Rita Pereira: Uma passagem à Final muito possível mas não deverá conquistar um lugar cimeiro na Final.


André Sousa: 5 pontos

Andreia Fonseca: 10 pontos

Catarina Gouveia: 5 pontos

Cláudia Peres de Matos: 5 pontos

Diogo Canudo: 3 pontos

Elizabete Cruz: 7 pontos

Jessica Mendes: 5 pontos

Joana Martins: 7 pontos

Rita Pereira: 7 pontos

Total: 54 pontos

André Sousa: Animation. Animation. E nada mais.

Andreia Fonseca: O melhor da América no grande palco da Europa.

Catarina Gouveia: Aquela relação amorosa é mais falsa do que as minhas pestanas postiças.

Cláudia Peres de Matos: Ainda não é desta que em sinto “in love” pela Lituânia.

Diogo Canudo: Round and round, country pelo meio, e acaba com "I feel in love". Bela forma de expressar o amor!

Elizabete Cruz: Também me sinto apaixonada por esta música!

Jessica Mendes: Eu sei que a Holanda conseguiu o segundo lugar com uma dupla mas não exageremos!

Joana Martins: É uma música fácil de ficar no ouvido. O que vai ajudar na Eurovisão.

Rita Pereira: Cuteness overload!


 Estónia - 79 pontos;  Albânia - 73 pontos;  Bielorrússia - 70 pontos;  Geórgia - 61 pontos;  Rússia - 58 pontos;  Roménia - 54 pontos;  Lituânia - 54 pontos; Grécia - 50 pontos;  Macedónia - 48 pontos; 10º Sérvia - 47 pontos; 11º Bélgica - 46 pontos; 12º Holanda - 43 pontos; 13º Dinamarca - 35 pontos; 14º Arménia - 35 pontos; 15º Moldávia - 23 pontos; 16º Hungria - 22 pontos; 17º Finlândia - 5 pontos.


Vídeo: Eurovision.tv
10/04/2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.