ESC 2015: Soldados israelitas sancionados por dançarem Golden Boy



Cinco soldados israelitas foram punidos pelo seu oficial com 21 dias sem ver a família após partilharem nas redes sociais um vídeo em que estão a cantar e dançar a canção “Golden Boy”. O vídeo que se tem tornado viral nos últimos dias, foi gravado numa área de guerra. 

Os soldados, que apenas pretendiam homenagear a canção que obteve o melhor resultado para Israel desde 2008 (9ºlugar), receberam vários comentários de apoio no facebook. Contudo, acabaram severamente penalizados pelo seu oficial visto que “O vídeo foi filmado durante uma operação e pôs em perigo a vida dos soldados. Para além disso, foi filmado com um dispositivo cujo uso está totalmente proibido nessa situação. (...) Os soldados foram julgados pelo conteúdo do vídeo”, justificou o chefe militar. Alegadamente, estes homens terão gravado o vídeo num momento de aborrecimento em na cidade de Yemin, na Palestina, Norte da Cisjordânia. 

A punição terá sido severa: 21 dias sem poder ir a casa. No entanto, o gesto de “homenagem”, segundo o soldado que gravou a atuação, trouxe-lhes uma recompensa: Nadav Guedj, o intérprete da canção, anunciou no seu facebook que apesar de concordar que aquele não seria o local apropriado para a atuação, enviará aos soldados camisolas com a inscrição com “Golden Boy” a dourado “para que possam dançar enquanto civis”. 

Assista aqui ao vídeo:

Fonte: Elmundo.es/ynetnews.com/ Imagem: ynetnews.com/ Vídeo: John Smith
29/05/2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.