Opiniões Musicais - ESC 2015: Geórgia, Lituânia, Irlanda, São Marino e Montenegro




NINA SUBLATTI - "WARRIOR"


Luís Sousa & Vânia Fernandes: Um tipo de registo que alguns países nos têm habituado no certame. Um típico tema pop, que na verdade não nos leva a identificar a cultura da Geórgia. Apesar de tudo, o tema tem uma orquestração forte, cresce e tem uma intensidade sempre muito presente. Resta saber se essa mesma intensidade não se irá sobrepor à interpretação vocal da intérprete. Nina tem uma imagem interessante, e penso que poderá surpreender tanto vocalmente como visualmente no evento. Parece-nos que poderá ser um dos temas candidato às principais posições. 

Ricardo Soler: A Geórgia apresenta, mais uma vez, uma canção com bastante qualidade mas com um problema terrível e recorrente: o sotaque em inglês é do pior e a mim distrai-me completamente. Se o inglês serve para a mensagem das canções chegar mais longe, não deveria o inglês ser perfeito? Mais valia estar na língua materna, porque, com este inglês, também não percebo nada.

Suzy: Acho que o tema está brutal, muito atual, bastante comercial - mas um comercial bem construído a nível de métrica musical e com batida contemporânea. A voz da Nina insere-se perfeitamente neste tipo de sonoridade.




MONIKA LINKYTÉ & VAIDAS BAUMILA - "THIS TIME"


Luís Sousa & Vânia Fernandes: Um típico tema pop, embora ligeiro, que na verdade não revela a cultura da Lituânia. A nível da orquestração o tema não é muito surpreendente, mas fica no ouvido pela sua simplicidade. Os cantores fazem um trabalho muito competente e dão o que tema pede. Pensamos que os intérpretes têm de ter algum cuidado nas harmonias quando estão a cantar ao mesmo tempo, pois pelo que pudemos observar na interpretação ao vivo desafinam ligeiramente quando fazem os trejeitos juntos. Monika e Vaidas fazem um casal muito bonito, que poderá fazer suspirar muitos corações. 

Ricardo Soler: Confesso que, para apreciar esta canção, tive que me distrair muito da postura dos cantores que tornam a música muito irritante. É um pop fresco, mas a encenação é demasiado falsa, o que me leva a crer que a Lituânia não estará na final... Porque é que continua tudo a insistir no inglês?

Suzy: Será "This Time" que a Lituânia irá passar à final? Não considero este tema surpreendente. Sim, é um tema alegre, de certa maneira vai puxar pelo público presente - isto se a sua performance assim o  corresponder. A cantora canta muito bem, gosto muito do timbre, do vibrato da cantora. O cantor também tem uma voz agradável, mas o tema em si não me surpreende.



MOLLY STERLING - "PLAYING WITH THE NUMBERS"


Luís Sousa & Vânia Fernandes: Parece que alguns fãs acham o tema aborrecido, mas Molly está a fazer extamente o que tema pede, e é uma canção com substância. Pode ser que este tema surpreendido pelo facto de ficar no ouvido, de ser algo relaxante e também por Molly poder estar ao piano - o que seria diferente dos restantes participantes. Vocalmente a intérprete pode ainda melhorar muito, embora tenha um timbre bonito. O tema não cresce muito e não é grandioso o suficiente, se compararmos com outros temas, o que pode fazer com que seja esquecido entre os restantes temas. 

Ricardo Soler: Apesar de reconhecer muita qualidade nesta canção e achar a intérprete incrível, considero que "Playing With Numbers" pode passar muito despercebida, o que é uma pena.

Suzy: O tema da Irlanda tem um suave toque de música country e, ao mesmo tempo, consegue-se ver as influências irlandesas neste tema. É um tema com uma melodia agradável fácil de ouvir, não é para mim algo transcendente ou que me surpreenda. Mas não é por isso que deixa de ser um tema válido para estar na Eurovisão. As vozes participativas neste tema são muito agradáveis, não se consegue detectar grandes potências vocais, mas não há nada como ouvir este tema ao vivo.



MICHELE PERNIOLA & ANITA SIMONCINI - "CHAIN OF LIGHTS"


Luís Sousa & Vânia Fernandes: A nível da orquestração o tema é interessante, com uma orquestra. Mas o tema não parece ser grandioso o suficiente e não possui uma melodia que fique imediatamente no ouvido. Os intérpretes podem ser engolidos pela orquestração. O poema do tema também é algo cliché e não muito inovador. O tema soa um pouco antiquado. 

Ricardo Soler: Uffff, finalmente nos vimos livres da praga Valentina, mas sinceramente não melhorou muito. Os intérpretes são os dois muito irritantes e distraíram-me o tempo todo de um instrumental que não está mau de todo.

Suzy: O tema não é de todo surpreendente, não aquece nem arrefece e bastante linear. O duo é mediano. Não sei o que vai acontecer, se é forte para ir à final.



KNEZ - "ADIO"


Luís Sousa & Vânia Fernandes: No que diz respeito à orquestração é um tema interessante e rico musicalmente, com a utilização de instrumentos musicais que dão uma sonoridade tradicional. Knez é um bom cantor, mas a sua interpretação e o tema relembram-nos algumas outras entradas no certame. A saída do primeiro refrão para o segundo verso é algo estranha. Por vezes, o tema soa algo confuso por possuir diversas sonoridades. 

Ricardo Soler: Gosto muito deste instrumental que me relembra algumas canções da Sérvia de anos anteriores. No entanto acho que, se o intérprete fosse mais convincente, a canção só saíria a ganhar. Ponto positivo para o coro feminino que contrasta e suporta muito bem a voz do cantor.

Suzy: Pelo segundo ano consecutivo, Montenegro presenteou-nos com um tema bastante étnico, muito bem representado por este cantor que interpreta este tema na sua língua materna. Denoto que este tema tem similaridades com o tema apresentado na Eurovisão 2014, mas também não é por isso que lhe vamos retirar o mérito. De qualquer maneira, parabéns, Montenegro, pela audácia de cantar na língua materna.



Vídeos: Eurovision.tv
02/05/2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.