Islândia: Hera Bjork defende-se das críticas sobre a sua participação no ESC 2015


Hera Bjork, representante islandesa no Festival Eurovisão da Canção 2010, defendeu-se das críticas que tem sido alvo: o porquê de ter sido backvocal islandesa este ano.

A resposta às críticas aconteceu no Facebook oficial de Hera Bjork: "Eu recebi imensas mensagens onde me perguntavam o porquê de ter sido backvocal pela Islândia  no Festival Eurovisão da Canção deste ano - alguns pensam que foi algo inapropriado e estranho, e alguns até mesmo usaram o termo "abaixo de mim"! Uma opinião válida, mas que, a meu ver, errada e ingénua. Para apoiar e fazer o backup de outras pessoas não é, e nunca será, abaixo de mim ...".

Já na red carpet, na Eurovisão, Hera tinha afirmado que foi convocada para ser a mentora de Maria - e que trabalhar com ela era um privilégio.

Reveja a atuação islandesa deste ano:


A Islândia estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1986 e o seu melhor resultado é um segundo lugar por duas vezes: em 1999, com Selma e a canção “All Out of Luck”, e em 2009, com Yohanna e a canção “Is It True?”. Em 2015 o país foi representado por Mária Ólafs e a canção “Unbroken”, alcançando o 15º lugar na semifinal com um total de 14 pontos.

Relembramos que Måns Zelmerlöw foi o grande vencedor do Festival Eurovisão da Canção 2015, tendo conquistado assim a sexta vitória da Suécia no concurso. A edição de 2016 está prevista acontecer nos dias 10, 12 e 14 de maio.

Fonte/Imagem: WiwiBloggs.com
17/06/2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.