[Crónica Especial]: revelados os participantes do Melodifestivalen 2016


A Sveriges Television (SVT), a emissora nacional sueca, anunciou esta segunda-feira o lote de artistas que irão participar na final nacional da edição 2016. As quatro semifinais decorrerão, respetivamente, nos dias 6, 13, 20 e 27 de fevereiro de 2016. A "Second chance" terá data marcada para 5 de março e a grande final será a 12 de março.


Todos sabemos que o Melodifestivalen é uma das finais nacionais mais aguardadas no ano, Este ano não é exceção à regra. Mais uma vez, e parecendo querer novamente vencer o Festival Eurovisão da Canção (ESC), a SVT fez apostas em artistas bastante populares e há até grandes regressos. 

O festival decorre desde 1959, e este ano, o formato será o mesmo de sempre: quatro semifinais onde cada artista compete; a "Second Chance" onde os 3º e 4º melhores classificados têm uma segunda oportunidade de competir para uma lugar na final; e a Grande Final

A primeira semifinal terá grandes regressos como o incrível dueto Samir & Viktor que atuarão com a música "Bada Nakna", o maior regresso, Ace Wilder com "Don´t worry", e a estreia do rapper Albin em dueto como o cantor Mattias Andreasson que atuarão com "Rik". Estes jovens artistas são grandes nomes da indústria musical sueca, isto porque ou os seus temas superaram o Sverigetopplistan, a lista dos tops musicais suecos, ou porque ganharam Grammys como músicas do ano, ou simplesmente porque os artistas marcam pela originalidade. Pensamos que a presença destes artistas no festival trará muita jovialidade e alegria, o que fará atrair ainda mais público jovem. Para além disso, esta semifinal será marcada por muito ritmo que fará vibrar não só os que acompanharão a gala ao vivo, mas ao público que assistirá em casa. 

Recorde a atuação de um dos maiores regressos ao Melodifestivalen 2016, na edição  de 2014: Ace Wilder e "Busy Doin´ Nothing At All":


A segunda semifinal também contará com a presença de grandes nomes, nomeadamente, Krista Siegfrieds que atuará com "Faller", Molly Pettersson Hammar com "Hunger", Isa com "I Will Wait" e também David Lindgren com a música "We Are Your Tomorrow". A maior surpresa foi a presença de Krista (representante finlandesa em 2013) no concurso, que de certeza quebrará muitos tabus.  A sua presença desafiará o preconceito e os falsos moralismos, o que é ótimo, pois a ESC também é feita para assegurar aos LGBTQ - lésbicas, gays, bissexuais e transexuais e queer - um espaço seguro e onde todos se sintam iguais. Este leque de artistas em geral é muito bom, sendo nomes bastante conhecidos pelo seu talento, o que dificultará a escolha de um vencedor por trazerem ao concurso muita vontade de vencer. Será provavelmente a semifinal mais disputada com os quatro nomes que referimos como grandes favoritos. Talvez Isa e David Lindgren levem alguma vantagem em relação aos outros dois. A primeira porque foi finalista no ano passado com "Don't Stop" e David por ter sido finalista em dois anos consecutivos (2012 e 2013) com duas músicas dentro do mesmo género ("Shout It Out" e "Skyline").

Relembre a atuação de Krista Siegfrieds no ESC 2013 com "Marry me":


A terceira semifinal é claramente a mais fraca a nível geral. Apenas se destaca Oscar Zia que apresentará o tema "Humans" e talvez Lisa Ajax que atuará com "My Heart Wants Me Dead". Estes serão dos mais jovens artistas a participar, Oscar com 19 anos e Lisa com 17. Mas a idade é apenas um número. Estes jovens artistas prometem animar o festival com muito ritmo e mensagens que permitem aos mais jovens acreditar nos seus sonhos, lutar por eles e acreditar que não é impossível alcançá-los. Penso que estes jovens têm o poder de encorajar os mais jovens a nunca desistirem de lutarem pelo que querem. 

Recorde a atuação de Oscar Zia no Melodifestivalen 2014 com "Yes We Can": 


Por fim, a quarta e última semifinal é a que conta com maiores apostas, é fortíssima, sendo quase todos candidatos de alta qualidade: temos Martin Stenmarck e "Du Tar Mig Tillbaks", Panetoz e "Hall Om Mig Hart", Linda Bengtzing e "Killer Girl", Dolly Style com o tema "Rollercoaster", Eclipse com "Runaways" e um dos maiores regressos será Molly Sandén com "Youniverse". Esta semifinal trará muitas indecisões pelo nível da qualidade ser tão elevado. Todos estes artistas têm um grande percurso musical na Suécia, portanto, não há qualquer amadorismo, mas sim um grande profissionalismo em todos os pontos: na letra, na música, na performance, na expressividade e na mensagem da música. Por saberem o que estão a fazer acreditamos que esta semifinal será recheada de momentos de alta qualidade musical e de muita emoção. Acreditamos que os cantores proporcionarão momentos de grande euforia ao público. 

Veja a atuação de Molly Sandén e "Why Am I Crying" no Melodifestivalent 2012:


O Melodifestivalen 2016 promete ser um sucesso, apostando na diversidade. forte aposta em regressos, o que permite aos artistas uma nova oportunidade de darem a conhecer o seu trabalho a nível internacional. Só nos resta aguardar pelo dia 6 de fevereiro, dia da primeira semifinal, para começarmos a vibrar com este festival.

Neste momento, só podemos dizer que já roemos as unhas de ansiedade. E vocês?! 

Fonte/imagem:escportugal.pt/vídeos:youtube.com
30-11-2015

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.