ESC 2016: reação da imprensa portuguesa à vitória ucraniana


Ontem realizou-se a Grande Final do Festival Eurovisão da Canção 2016 (ESC 2016), que terminou com a vitória da representante ucraniana. Esta vitória não passou ao lado da Imprensa Portuguesa, que quis realçar o feito.

O Jornal O Público à semelhança de muitos outros, realça a história do tema que ontem deu a vitória à Ucrânia no Festival Eurovisão da Canção utilizando uma citação de Jamala: "Preferia que todas estas coisas terríveis não tivessem acontecido à minha bisavó. Preferia que esta música não existisse”, disse a cantora, emocionada, na conferência de imprensa que se seguiu ao festival, na Suécia, depois de uma jornalista lhe ter perguntado o que é que Jamala gostaria de dizer à bisavó."

Já o Jornal de Notícias dá a conhecer ao seu público a reação russa ao tema, uma vez que o Primeiro-Ministro russo afirma que: "Foi uma vitória política, que se ultrapassou o tema musical", enquanto que o Presidente ucraniano afirma tratar-se de uma vitória história.

A vitória ucraniana também não foi esquecida pela emissora nacional portuguesa, RTP, que realça que a vitória ucraniana foi conseguida através dos votos do público, uma vez que com os votos dos júris dos diferentes países a concurso, quem seria o primeiro classificado seria a Austrália.

Já os canais televisivos como a TVI24, realçam a temática histórica do tema ucraniano, uma vez que este é baseado na Guerra Civil entre a Ucrânia e a Rússia em 1944.

Também a fonte Portal dos Programas realça não só a vitória de Jamala, mas também a atuação de Justin Timberlake na Grande Final do Festival.

Jamala venceu o ESC 2016 com 534 pontos: recebendo 211 pontos do júri e 323 pontos do televoto. O ESC 2017 acontecerá na Ucrânia. 

Veja a canção vencedora do ESC 2016:


Fonte/Imagem: Público.pt, JN.pt, TVI24, PortaldosProgramas/ Vídeo: Eurovision Song Contest
15/05/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.