ESC 2017: Dnipro não desiste de sediar o Festival em 2017


Contra o favoritismo de Kiev e Lviv, a cidade de Dnipro garante que não desistirá da candidatura para sediar o Festival Eurovisão da Canção 2017, apesar dos problemas com as infraestruturas.

Borys Filatov, Presidente da Câmara de Dnipro, afirmou, recentemente, à imprensa ucraniana que a cidade não desistirá da candidatura para sediar aquele que é o maior evento de música europeu, apesar dos problemas existentes com as infraestruturas.

Segundo as declarações, o executivo está a trabalhar com o governador regional, acrescentando que 'o governador entende que é uma ideia bastante boa e sensata para a região. As medidas que têm de ser impostas tornar-se-ão bastante úteis para o desenvolvimento da região".

Contudo, Borys afirma que além da forte concorrência, a cidade apresenta dois problemas que poderão comprometer a candidatura: o Aeroporto Internacional Dnipropetrovsk carece de um novo terminal de passageiros, sendo que a obra está parada desde 2011, enquanto que a Dnipro Arena, estádio construído em 2008 e com capacidade para 31 mil pessoas, precisa de uma cobertura para sediar o evento. Porém, o Presidente da Câmara argumenta que Kiev e Lviv foram constantemente promovidos pelo governo ao longo dos anos, chegando o momento de Dnipro ser o rosto ucraniano para o mundo.

Kiev, com o Olimpiyskiy National Sports Complex (70050), e Lviv, com a Arena Lviv (34915), são as duas cidades favoritas para sediar o Festival Eurovisão da Canção 2017, apesar de ser necessária a construção de uma cobertura para que os locais mencionados possam receber o evento.

Fonte/Imagem: ESCPortugal.com 
19/06/2016

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.