ESC Hit List: as 10 piores indumentárias de sempre na Eurovisão


Não é novidade nenhuma que a Eurovisão é bastante conhecida pela extravagância das indumentárias escolhidas por alguns participantes. Para muitas pessoas, o festival é um autêntico freakshow  por isso mesmo. Há vezes em que as roupas escolhidas são tão más, que acabam por ser boas. Outras em que gostamos mesmo muito de uma canção mas as escolhas feitas a nível de indumentária estragam tudo aquilo em que sonhámos para uma apresentação em palco decente.

1. Nina Kraljić - "Lighthouse" (Croácia, 2016)



Começamos por quem venceu o prémio Barbara Dex em 2016. Não podemos negar, ainda temos pesadelos com esta que é uma mistura de Ursula, da Pequena Sereia, com uma galinha, que aparece por entre uma capa com uma armadilha do Saw. Uma boa música que perdeu muito com esta apresentação em palco.

2. Lydia - "No Quiero Escuchar" (Espanha, 1999)


Não se sabe bem se esta escolha foi feita em jeito de homenagem à bandeira do orgulho LGBT ou aos palhaços do circo Victor Hugo Cardinali, mas, pensando bem, isto hoje em dia com uma boa promoção a favor da luta contra a homofobia não se ficaria certamente pelo último lugar!

3. Nonstop - "Coisas de Nada" (Portugal, 2006)


Não podia cá faltar o grande grupo português que conquistou o prémio de pior indumentária de 2006, ou, se preferirem, a única vez em que Portugal ganhou alguma coisa relacionada com a Eurovisão. Autenticidade não lhes falta, pois só as Nonstop se lembrariam de conjugar um body e um corpete com botas de ir à neve com pelinho. E não esquecer as plumas! Revolucionário.

4. Lordi - "Hard Rock Hallelujah" (Finlândia, 2006)


Optámos por incluir os Lordi nesta lista para vos dizermos que a apresentação em palco das Nonstop não foi a única monstruosidade de 2006. Da categoria "tão mau que é bom", chegam os monstros mais famosos da história da Eurovisão. Uma indumentária horrível à primeira vista que se tornou completamente icónica por se diferenciar de todas as outras.

5. t.A.T.u. - "Ne Ver', Ne Boysia" (Rússia, 2003)


Esta dupla pode ter muita coisa boa, mas a participação na Eurovisão não é uma delas. Não bastando serem as mais desafinadas do ano, fizeram a linha "somos rebeldes e não nos importamos com nada disto" ao aparecerem na Eurovisão de t-shirt estampada na papelaria da esquina e de calças de ganga com alguns anos. Mas nós sabemos que todo o universo t.A.T.u. não passou de uma fantochada e que vos obrigaram a usar esses trapos, meninas. Estão perdoadas.

6. Cezar - "It's My Life" (Roménia, 2013)


O Cezar é o verdadeiro machão de vestido e com os melhores falsetes. Qual Conchita? Cezar é o verdadeiro Deus! Porque não basta deixar-nos a todos confusos com as mudanças na voz, tem de vestir algo que parece um vestido de gala mas que afinal tem um blazer com uma gola assimétrica, que lhe faz um decote enorme, enfeitado com um crucifixo. Confuso é o nome apropriado.

7. Pirates Of The Sea - Wolves Of The Sea (Letónia, 2008)


Sim, a Eurovisão também tem direito a um bando de piratas! Para os que vêem a Eurovisão há pouco tempo, apresentamos aquele que é talvez o maior guilty pleasure deste ano. E apesar de o ser, não podemos deixar de admitir que vestir-se de pirata na Eurovisão só ajuda a que diminua a credibilidade do mesmo. Ainda assim, portugueses, não se esqueçam que esta canção ficou à frente daquela que até aos dias de hoje foi a única representação portuguesa do século XXI que nos fez sonhar com a vitória.

8. Linda - "No Goodbyes" (Holanda, 2000)


Eis que descobrimos a verdadeira inspiração da representante da Croácia em 2016! Diretamente da Holanda, Linda apresenta-nos uma belíssima capa impermeável para os dias de chuva feita a partir de sacos do lixo. E quem imaginaria que por debaixo daquela capa estaria um vestido prateado cheio de franjas, assim como dois bailarinos vestidos a condizer? Para vocês que não ficaram cegos graças às roupas desta grupeta, parabéns!

9. Yohanna - "Is it true?" (Islândia, 2009)


Não podemos deixar que o bolo azul que Yohanna vestiu em 2009 continue a não marcar presença nas listas dos piores fatos da história do festival! Tudo bem que as cores são bonitas e combinam com o fundo, mas tinha mesmo de parecer um bolo de 20 andares? Esta música merecia mais do que um vestido digno de uma presença no Festival Eurovisão da Canção Júnior.

10. Sanda Ladosi - "I Admit" (Roménia, 2004)


Gostaríamos de ter alguns comentários para tecer sobre a roupa de Sanda, mas não somos capazes, até porque ela esqueceu-se de vestir qualquer coisinha antes de pisar o palco da Eurovisão. Não nos podemos queixar de que ela não esteja em forma, contudo! Como se não bastasse, um dos bailarinos tem uma rede vestida e usou graxa de sapato em todo o peitoral. Mas agora pensemos todos juntos, por que razão não deixaram o Ivan ir nu este ano? Afinal de contas, a diferença não é assim tão grande! 

Imagens: Arabela25, cont.ws/Vídeos: Eurovision.tv, Eurovision Fan TV, Dmytro Novashok, maltaesc
06/07/2016


Autor da publicação:

O resto da equipa do "ESC Hit List":

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.