O Regresso da Dona Gertrudes: Sétimo texto - 'Believe In Me' de Bonnie Tyler


Não sei se ainda se lembram mas na semana passada presentei-vos com uma música de 2013. Entretanto nos sugeridos do youtube estavam outras tantas desse ano. Não foi um ano que eu gostasse muito (no meu tempo é que a Eurovisão era boa), mas acabei a ver a música do Reino Unido porque a Bonnie Tyler me faz sempre rir com aquele ar falso de quem quer parecer mais nova do que realmente é. Isso e aquela voz que já não atinge nem graves nem agudos. Eu ainda sou do tempo do “Total eclipse of the heart”, mas a senhora tratou de arruinar a imagem que tinha dela ao ir ser o flop da Eurovisão em 2013. Quer dizer, pensando bem nisto, as propostas do Reino Unido nunca são flops porque eles parece que compraram um lugar cativo eterno no bottom 5. Mas não é para comentar a fraca qualidade das propostas inglesas que eu cá estou, mas antes para vos mostrar o conteúdo bíblico de “Believe in me”.

"You say you don’t believe in signs from up above
And you laugh at the thought of putting your faith in stuff like love
You never see the rainbow, you just curse the rain
You say you wanna believe but it’s just not worth the pain today

But that’s all fine if that’s how you want it to be
But if you’re feeling alone and afraid and you can’t breathe

Believe in me, yeah
Believe in me, yeah
Believe in
The way I look at you
And stand beside you
The way I speak the truth
I’d never lie to you
If you’d just believe in the things your eyes can see
Believe in me

You come and you go and there’s never no compromise
That’s why the seconds and the minutes of your life
go crawling by

But that’s all fine if that’s how you want it to be
But if you’re feeling alone and afraid and you can’t breathe

Believe in me, yeah
Believe in me, yeah
Believe in
The way I look at you
And stand beside you
The way I speak the truth
I’d never lie to you
If you’d just believe in the things your eyes can see
Believe in me

What ya gonna do when your ship is sinking
And you’re crying out for help and just the seagull’s listening
In the dark of the night, in the middle of the fight
When you’re reaching out for something and there’s nothing

Believe in me, yeah
Believe in
The way I look at you
And stand beside you
The way I speak the truth
I’d never lie to you
If you’d just believe in the things your eyes can see
Believe in me"


Sim, queria mesmo dizer conteúdo bíblico. Não me digam que não conseguem relacionar esta letra com uma história das que vêm na bíblia. Se não conseguem é porque provavelmente nunca andaram na catequese. É normal, esta juventude hoje em dia nem o crisma tem. Uma vergonha!


Sendo assim, terei de ser eu a contar-vos a história por trás desta música. Tomé era um dos 12 apóstolos de Jesus e, quando este ressuscitou, ele teve dificuldade em acreditar que tal tinha acontecido. É preciso dar-lhe o desconto. Ele sabe que Jesus morreu e daí a uns dias aparece lá em casa a dizer que está de volta? Se fosse eu também duvidava. Depois disto Tomé tocou nas chagas de Jesus e acabou por perceber que aquilo era tudo verdade. A história é contada em João 20:24-29, para o caso de quererem ir ler.

Ela passa 50% da música a dizer “acredita em mim”. Deve ser o que Jesus disse a Tomé. Afinal ele não tinha razões para desconfiar até porque Jesus diz “apenas a verdade” e “nunca lhe mentiria”, porque mentir é pecado, todos nós o sabemos. Quando percebeu que aquela conversa não ia resultar, decidiu-se por lhe dizer que se ele “acredita apenas naquilo que vê” era melhor mostrar-lhe as chagas e problem solved!


Conseguem ver as semelhanças agora? É perfeitamente normal terem achado que esta era uma qualquer música de amor sem nenhum interesse, mas depois desta explicação, ninguém irá jamais pensar isso outra vez. Aliás, se o Vaticano por mero acaso participasse na Eurovisão, não duvido que o Reino Unido tivesse conseguido mais 10 pontos (porque os 12 seriam certamente para a Itália).

24/07/2016
Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.