ESC 2017: Christer Björkman fala sobre o seu papel na organização


Christer Björkman foi anunciado como membro do CORE na organização do Festival Eurovisão da Canção 2017 e o produtor falou sobre vários assuntos relacionados com a mesma.

"Será um desafio emocionante e realmente divertido e também estamos orgulhosos de ajudar alguém.", diz Björkman, que considera importante usar o que construíram na Suécia para ajudar outros países e que isso irá beneficiar o próprio Melodifestivalen. O produtor diz que o contato por parte da Natsionalna Telekompaniya Ukrainy (NTU), a emissora ucraniana, foi feito antes do Natal e que aceitar a proposta o deixou com tempo apertado, já que a organização do Melodifestivalen também está nas suas mãos. 

Björkman tenciona usar em Kiev alguns modelos adotados em Estocolmo, como por exemplo criar um espaço em que as delegações possam falar e obter explicações que necessitem por forma a que as coisas não se tornem turbulentas. No entanto o produtor considera que cada festival tem a sua própria essência e que todos os países devem ser co-produtores, por isso é da opinião que nenhuma ideia deve ser descartada e todas elas devem ser respeitadas.

No entanto, Björkman espera que os fãs não pensem que a Suécia se esta a tentar apoderar do festival. A organização conta na realidade com pessoas de várias nacionalidades e com várias culturas e por isso não é objetivo uma aquisição sueca. Em relação à aceitação do cargo de produtor executivo do festival, Björkman diz que é um cargo demasiado criativo para ele e que não se imagina a aceita-lo no futuro.

Fonte/Imagem: ESCToday

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.