Portugal: imprensa nacional destaca surpresas e críticas na escolha dos 8 finalistas do Festival RTP da Canção 2017


Após a realização da conferência de imprensa do Festival RTP da Canção 2017, a imprensa portuguesa tem dado destaque ao facto de o concurso estar "renovado" e com "sangue novo".

O Festival RTP da Canção 2017 tem gerado bastante controvérsia na imprensa portuguesa. O Diário de Notícias e a Blitz destacaram o regresso de alguns concorrentes e anunciaram os finalistas, no entanto os factos das pontuações dos jurados e do televoto não serem consensuais estão presentes nos artigos. Também, no Jornalismo Porto Net e no Hardmusica, apesar de terem realçado o facto de a RTP querer mudar há bastantes vozes críticas que não vêem um bom futuro para Portugal no concurso Festival Eurovisão da Canção.

Pode ler as notícias completas: [AQUI][AQUI][AQUI], [AQUI] e [AQUI].

Portugal estreou-se no Festival Eurovisão da Canção em 1964 e o seu melhor resultado é um sexto lugar: em 1996, com Lúcia Moniz e a canção “O meu coração não tem cor". Em 2015 o país foi representado por Leonor Andrade e a canção “Há um mar que nos separa”, alcançando o 14º lugar na semifinal com um total de 19 pontos.  A próxima edição do ESC acontece em Estocolmo, na Suécia, nos dias 10, 12 e 14 de maio.

Fonte: dn.pt, nit.pt, jpn.up.pt, hardmusica.pt e blitz.sapo.pt/Imagem: dn.pt

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.