ESC 2017: comunicado da UA:PBC sobre a multa aplicada pela EBU


Natsionalna Telekompaniya Ukrayiny (UA:PBC), companhia nacional de radiofusão pública ucraniana, divulgou um comunicado em relação à multa aplicada pela European Broadcasting Union (EBU).

Após a notícia de que o grupo de direção da European Broadcasting Union (EBU) decidiu impôr uma multa à Natsionalna Telekompaniya Ukrayiny (UA:PBC), companhia nacional de radiofusão pública ucraniana, pelos atrasos na organização do Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2017 e pela falta de cooperação em relação à participação da Rússia, a estação divulgou uma declaração oficial.

Leia a declaração da UA:PBC:

"A Natsionalna Telekompaniya Ukrayiny, como apresentadora anfitriã do Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2017, fez todos os esforços para garantir que o festival em Kiev fosse um sucesso. A qualidade da organização da Eurovisão 2017 foi muito apreciada, não só pelas delegações dos países participantes e dos telespectadores, mas também pela  European Broadcasting Union (EBU).

Apesar disso, a  European Broadcasting Union disse que está a considerar sanções contra a UA:PBC, porque o organizador da emissora não conseguiu garantir a participação da cantora da russa, Yulia Samoilova, na competição.

A decisão de proibir a entrada de Yulia Samoilova, no território da Ucrânia, durante o período de três anos, devido à sua entrada ilegal na Crimeia ocupada, foi tomada pelo serviço de segurança da Ucrânia.

A este respeito, a UA:PBC relata que estritamente aderiu às leis da Ucrânia e que aderiu à decisão das autoridades competentes, não considerando possível violar as leis do estado sob qualquer pretexto. A Eurovisão, como qualquer outra competição internacional, não pode ser uma exceção (...).

Além disso, a UA:PBC enfatiza que a emissora pública não é o organismo que controla as fronteiras, ou que afeta a legislação da Ucrânia. A questão das leis relativas aos cruzamentos nas fronteiras e as sanções adequadas por incumprimento não são da responsabilidade da Natsionalna Telekompaniya Ukrayiny.

Dado o exposto, a UA:PBC considera que as sanções não são fundamentadas (...)."

Fonte: Eurovoix



Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.