Especial: as canções mais sobre e sub valorizadas do ESC 2017


Já se passaram uns meses desde que Portugal saiu vencedor do maior evento musical do mundo. Todos os fãs do Festival Eurovisão da Canção (ESC) encontram-se naquela fase do ano de depressão profunda, com as tão populares finais nacionais ainda distantes no tempo. No entanto, e para encerrar oficialmente a edição passada, fiquem com as canções mais sobrevalorizadas e subvalorizadas do ESC 2017.  

As 5 canções mais sobrevalorizadas do ESC 2017:

5º Lugar: "Don´t Come Easy" (Austrália)




Pelo que parece, o público partilhou da mesma opinião, ao ter colocado este tema no fundo da tabela classificativa. Por outro lado, o júri parece ter adorado a aposta, acabando a Austrália mais uma vez no top 10 da classificação global. Apesar de algumas desafinações, Isaiah tem uma excelente voz, mas o tema... repetitivo e vulgar.

4º Lugar: "Gravity" (Chipre)



A nível visual foi uma inspiração na Rússia de 2016. A nível musical é igual a tantas outras. Não é que a canção tenha alcançado um grande lugar na final, mas lá está... chegou à final. 

3º Lugar: "I Can´t Go On" (Suécia)



Antes de mais, é importante realçar que a canção não é má. Mas não será um 5º lugar, para um tema tão genérico como este, um resultado acima do que realmente merece? A atuação ao vivo não foi perfeita, embora tenha sido aceitável. Duvido é que a canção fosse tão longe se tivesse sido levada por outro país.  

2º Lugar: "My Friend" (Croácia)




O freakshow da Croácia parece ter resultado, tendo conquistado o público (o júri nem tanto). Jacques tem, inquestionavelmente. muito talento, mas no conjunto saiu uma prestação pirosa. Muitos outros temas mereciam o 13º lugar alcançado pela Croácia e que nem à final chegaram.

1º Lugar: "Grab The Moment" (Noruega)




Este tema não passa de uma canção chata de elevador. O 10º lugar na final é fruto de todo a tecnologia que acompanhou o tema e não da canção propriamente dita. O tema mais sobrevalorizada deste ano.

As 5 canções mais subvalorizadas do ESC 2017:

5º Lugar: "Dance Alone" (Macedónia)




Um dos melhores temas pop contemporâneos deste ano a ficar pela semifinal. A Jana soube estar em palco e surpreendeu-me. Um dos casos em que a passagem à final não foi carimbada, simplesmente, porque se trata da Macedónia...

4º Lugar: "In To Deep" (Sérvia)



Mais um bom tema pop a ficar-se pela semifinal. Quando ouvi a canção pela primeira vez, confesso que não me conquistou. Mas ao vivo, apesar de alguns percalços vocais, o balanço foi positivo e passei a gostar mais do tema.  

3º Lugar: "Fly With Me" (Arménia)



Um tema muito original, étnico e com uma prestação vocal e visual sublime. Foge aos estereótipos eurovisivos e o resultado qual é? Um muito mal atribuído 18º lugar. "Fly With Me" era material para top 5. 

2º Lugar: "Time" (Ucrânia)



O rock não é um género musical muito vulgar no ESC e notou-se algum distanciamento dos votantes em relação a este ótimo tema. O solo de guitarra foi um dos momentos altos da final de maio e merecia muito mais do que um mero 24º lugar. Das maiores injustiças da noite.

1º Lugar: "Blackbird" (Finlândia)




Desde o momento em que escutei "Blackbird" achei de imediato que a Finlândia ia disputar o primeiro lugar do ESC 2017. O sentimento intensificou-se depois de ver Norma John na semifinal. Resultado? Nem uma passagem à final! Dos maiores crimes de todas as edições do ESC e nunca irei perceber tal resultado. Apesar de tudo, este tema vai ficar para sempre guardado dentro do meu coração.

Imagem e Vídeos: Eurovision Song Contest



Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.