E Foi Por Pouco... 6 - JP Simões, yesyes, Ryk, Asanda e Sannie


Ryk - "You And I"
3.º lugar no Unser Lied fur Lissabon.

Música: Uma belíssima orquestração! A canção vai crescendo à medida que a voz de Ryk vai aumentando de intensidade. Uma grande canção, que imaginávamos que teria uma vitória fácil na final nacional alemã. O tema é muito orgânico e é possível escutar-se sons da natureza mesclados no instrumental. O tema é uma obra de arte.

Apresentação: Simples e bela como "You and I". Uma rapariga vai dançando em cima do piano até que toma conta do palco, no momento em que a canção cresce de intensidade. A voz de Ryk é bonita e tecnicamente bem trabalhada. Estávamos à espera de algo mais marcante, mas a apresentação na final alemã não desapontou. 

Comparação com a vencedora: "You and I", com algumas alterações na apresentação em palco, seria uma candidata mais consistente e original na Eurovisão. A canção vencedora não é má, mas não passa de mais uma balada igual a tantas outras que se ouvem nas rádios. 

Pontuação:  10 pontos





Asanda - "Legends"
 Finalista no You Decide.

Música: Uma aposta bastante moderna, que vai buscar influências a grandes divas que dominam, atualmente, o mercado musical internacional. "Legends" tem uma produção incrível e é extremamente ritmada e energética. A voz de Asanda, na versão estúdio, funde-se na perfeição com o instrumental e transmite muita energia. 

Apresentação: Foi neste aspeto que SuRie ganhou vantagem em relação a Asanda. A voz da  cantora não esteve colocada em quase nenhum momento da atuação. Não foi mau, mas não chega perto da versão estúdio. A nível cénico, também esteve longe da perfeição. Era necessário muito mais segurança vocal e muita mais energia em palco. 

Comparação com a vencedora: Asanda iria ser lembrada no meio de 26 canções! SuRie dificilmente conseguirá fugir ao Bottom 5.

Pontuação:  8 pontos





Sannie - "Boys on Girls"
Finalista no Dansk Melodi Grand Prix 2018. 

Música: Nesta época eurovisiva esperávamos muita coisa, mas a presença da voz da icónica canção "Saturday Night", mais conhecida por Whigfield, não era uma delas. Maior foi a surpresa quando a canção foi divulgada e percebemos que em nada se comparava com o seu hit intemporal. "Boys on Girls" prontamente foi tomada como favorita à vitória. O facto de ter uma temática LGBT foi o suficiente para não passar despercebida, ainda que tenha sido criticada por ser demasiado constante. 

Apresentação: A apresentação em palco foi... qualquer coisa! A temática da canção foi transposta para um palco centrado numa cama king size, tornando-a numa das mais originais e marcantes da noite. Sannie, numa entrevista antes do festival, confessou que esperava não se esquecer da coreografia, e portanto vamos supor que foi isso que aconteceu, ao julgar pela sua falta de à-vontade em palco e voz fraca, o que arruinou as suas chances de passar sequer à super-final.

Comparação com a vencedora: "Higher Ground" foi, sem qualquer dúvida, a escolha acertada, pois, ao contrário do que aconteceu com Sannie, a boa voz e um bom stagging andaram de mãos dadas.

Pontuação:  7 pontos










yesyes - "I Let You Run Away"
Superfinalista no A Dal

Música: "I Let You Away" é uma música comercial com um refrão poderoso e um instrumental interessante. O facto de o vocalista ser pior em inglês que nós em mandarim não ajuda.

Apresentação: Ano após ano Adam Szabó tenta a sua sorte no A Dal e continua a ter os mesmos dois problemas: a falta de controlo vocal e a falta de emoções. Não se passa nada naquele palco e ele não nos consegue cativar. Gostávamos que tivesse ganho para em maio lhe podermos dizer que há um musculo chamada diafragma que dá um jeitaço quando se canta.

Comparação com a vencedora: "I Let You Away" era uma finalista praticamente certa enquanto os vencedores do A Dal terão muitas dificuldades em chegar à final por terem um estilo que não agrada à maioria.

Pontuação: 10 pontos


       


JP Simões - "Alvoroço"
Não finalista no Festival da Canção.

Música: JP Simões foi dos poucos que arriscou e trouxe algo diferente ao FC. É verdade que o início da música promete mais do que esta acaba por nos oferecer mas "Alvoroço" não deixa de ser marcante. Não sendo genial, é memorável e tem uma letra muito interessante. Em suma, o povo português, que tanto se queixa de falta de diversidade, tem aquilo que merece.

Apresentação: O que dizer destes efeitos? Ainda que meio amadores quando comparados com a Geórgia 2016, foram os únicos que vimos no FC. JP Simões tem uma interpretação digna de música estranha e daqui a muitos anos ainda vamos estar a falar desta performance.

Comparação com a vencedora: "Alvoroço" seria uma escolha arriscadíssima e iria certamente acabar nos últimos lugares. Ainda assim valia a pena arriscar para presentearmos as pessoas com a frase "calo-me com a boca cheia de pão com manteiga e queijo em promoção".

Pontuação: 8 pontos



Vídeos: Festival da Canção, A Dal, Dansk Melodi Grand Prix

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.