[Entrevista a Elina Nechayeva]: "devíamos falar mais sobre amor verdadeiro e sentimentos reais"


VERSÃO EM PORTUGUÊS


Elina Nechayeva foi a vencedora do festival estónio Eesti Laul com a canção "La Forza" com uma margem arrebatadora de 70%, ganhando o passaporte para representar a Estónia no Festival Eurovisão da Canção 2018, em Lisboa. Nesta conversa com o Crónicas de Eurofestivais, quisemos conhecê-la um pouco melhor e saber mais detalhes sobre a sua participação no festival.

Crónicas de Eurofestivais (CE): Bem vinda a bordo, Elina! Queremos conhecer-te melhor - conta-nos um pouco sobre ti.

Elina Nechayeva (EN):  Sou uma cantora com formação clássica e tudo o que faço no palco, faço com paixão. O meu principal objetivo é realmente trazer alegria e felicidade para as pessoas com o meu canto. Espero que a minha música desperte emoções positivas e possa mesmo "curar" alguém de alguma forma.

CE: Como começou a tua carreira musical?

EN: Quando tinha quatro anos, fui cantar para um grupo coral, e certo dia eu apercebi-me de que tinha a voz mais alta e com maior alcance. Comecei a cantar alguns solos e eu realmente percebi que gostava de estar em palco e de atuar, e foi assim que decidi que queria ser cantora. Depois de muitos anos de estudo, alcancei esse objetivo.

CE: Como é que começou esta aventura eurovisiva? Sempre fez parte dos teus planos ou apresentar o Eesti Laul no ano passado deu-te vontade de participar?

EN: No ano passado, quando apresentei as semifinais do Eesti Laul, pensei que talvez pudesse trazer algo de diferente ao concurso, mas não sabia o quê. Depois, após ter feito esta canção com o Timo, Mihkel e Ksenia, pareceu-me que o Eesti Laul seria o local ideal para a apresentar. 


CE: Como te sentiste quando ganhaste o Eesti Laul e te apercebeste de que irias à Eurovisão representar a Estónia?

EN: Senti-me muito grata. Sentir que as pessoas te apoiam e que amam o que fazes, sentir que elas percebem a mensagem da tua canção e que ela consegue tocar nas suas almas e corações, é maravilhoso. Estou muito grata e feliz.

CE: "La Forza" é claramente diferente de qualquer outra canção deste ano. Como a descreves?

EN: "La Forza" é uma canção clássica e moderna - vocais de ópera com música eletrónica. "La Forza" é sobre o amor verdadeiro, que ilumina o nosso caminho, dá-nos asas, leva-nos ao céu e dá-nos um poder verdadeiro para que sejamos capazes até de mover montanhas. É sobre o amor universal - amor pelas crianças, amor pelos pais, amor pela natureza. Todos os tipos de amor. 

CE: No que toca ao staging, a performance do Eesti Laul vai manter-se ou podemos esperar algumas surpresas?




EN: Eu espero que possamos fazê-lo exatamente da mesma maneira, porque no Eesti Laul tudo resultou na perfeição e eu tenho esperança que também resulte em Lisboa.

CE: Já ouviste as canções desta edição? Tens algumas favoritas?

EN: Até agora, só ouvi cada canção uma vez, mas as minhas favoritas são as da Geórgia e da Dinamarca. Eu adoro as vozes dos Iriao, eles soam lindamente, e acho que o "hino viking" do Rasmussen também é bastante bom.

CE: Como te sentes quanto à semifinal em que o teu país ficou colocado?

EN: Estar na primeira metade da primeira semifinal significa que vou ter a oportunidade de estar mais dias a aproveitar o bom tempo, portanto estou feliz!

CE: Costumas seguir a Eurovisão? Qual é a tua canção eurovisiva favorita de todos os tempos?

EN: "Everybody", do Tanel Padar e do Dave Benton é uma grande favorita minha, claro, mas também adorei "Kuula", do Ott Lepland, e "Rändajad" das Urban Symphony. Fora da Estónia, "Euphoria" é provavelmente a minha canção da Eurovisão favorita - fica na minha cabeça muitas vezes!


CE: Que expetativas tens pela tua participação na Eurovisão?

EN: Penso que a coisa mais importante para mim é atuar com toda a minha alma e coração. E espero que isso evoque boas emoções no público, e faça despertar qualquer coisa nas suas almas - e é claro que eu ambiciono dar o meu melhor!

CE: Tens algum projeto para breve? 

EN: Tenho imensos projetos interessantes a caminho! Tenho um concerto solo agendado, o meu primeiro grande concerto solo em Tallinn, onde vou apresentar "La Forza" com uma orquestra de verdade, que será um evento incrível! Este concerto vai falar sobre amor, paixão, raiva - todas essas emoções fortes que talvez não sintamos todos os dias. Também vou à Geórgia com a Orquestra Nacional da Estónia para atuar num projecto de intercâmbio cultural relacionado com o jubileu de 100 anos da Estónia. E claro, haverá muitos concertos e atuações também, como de costume.

CE: Alguma vez estiveste em Portugal? Quais são as tuas maiores expetativas do nosso país?

EN: Acho que Portugal é um ótimo país, com - oh meu Deus - comida fantástica! O clima é fantástico, as pessoas são muito amigáveis e a natureza e o mar são inacreditavelmente lindíssimos. Estive em Portugal há uns anos para fazer parte de um projeto de voluntariado com jovens, em que vivemos nas montanhas durante duas semanas, com condições malucas, e foi muito divertido. Também filmei o postcard da Eurovisão em Sintra - foi tão místico e mágico! 

CE: Tens alguma mensagem para os nossos leitores e eurofãs portugueses? 

EN: A mensagem que quero passar é que na nossa sociedade devíamos falar mais sobre amor verdadeiro e de sentimentos reais. Nós temos de estar presentes, aqui e agora - não nos nossos smartphones, mas na vida real, em contacto uns com os outros e a distribuir amor. O amor é o bem mais poderoso. É esta a mensagem de "La Forza", e eu espero que gostem da minha canção. Encontramo-nos em breve!

Ouça a canção "La Forza":


Photos: Eurovision, eurovisionary, catwalk.delfii.ee/ Video: Eurovision Song Contest

ENGLISH VERSION


Elina Nechayeva won Eesti Laul with the song "La Forza", with a large margin of 70%, earning a passport to represent Estonia at the Eurovision Song Contest 2018 in Lisbon. In this conversation with the Crónicas de Eurofestivais, we got the chance to know her a little better and know more details about her participation.

Crónicas de Eurofestivais (CE): Welcome aboard, Elina! Let's get to know you better - tell us a little about yourself.

Elina Nechayeva (EN):  I'm a classically trained singer and everything I do on the stage; I do with passion. My main goal is really to bring joy and happiness to people with my singing. I hope that my music evokes positive emotions and even might 'heal' someone in some way.

CE: How did your musical career began?

EN: I went to sing in a choir when I was four and one day I understood that I had the loudest and highest voice. Then I got to sing some solos and I really enjoyed being on the stage and performing, and that's how I decided I wanted to be a singer. Then after many years of study, I achieved this goal.

CE: How did this Eurovision adventure start? Has it always been part of your plans or presenting last year's Eesti Laul made you want to participate?

EN: Last year when I hosted the Eesti Laul semi-finals and I thought then that maybe I could bring something different to the show, but I didn't know what. Then after Timo, Mihkel, Ksenia and I made this song it seemed like Eesti Laul would be a good fit.


CE: How did you feel when you won Eesti Laul and realized that you would go to Eurovision representing Estonia?

EN: I felt very grateful. To feel that people are supporting you and love what you are doing, that they get the message of your song and that it touches people's souls and hearts, it's amazing and I am grateful and happy.

CE: "La Forza" is clearly different from any other of this year's songs. How do you describe it?

EN: "La Forza" is a "modern-classic" song - opera vocals with electronic music. "La Forza" is about real love that enlightens our way, gives us wings, takes us to the sky and gives us a real power so that we can even move mountains. It's about universal love - love for children, love for parents, love for nature. It's all these kinds of love.

CE: When it comes to staging, are you maintaining Eesti Laul's performance or can we expect any surprises?

EN: I hope that we will do it exactly the same way, because in Eesti Laul it worked perfectly and I hope that it will work in Lisbon too.

CE: Have you listened to this year's songs? Do you have any favouurites?

EN: So far, I have only heard each song once, but my favourites are from Georgia and Denmark. I love the voices of Iriao and think they sound beautiful and I think Rasmussen's Viking anthem is really cool.

CE: How do you feel about the semifinal in which your country was placed?




EN: Being in the first half of the first semi-final means I get to spend a few more days in the warmer weather, so I am happy!

CE: Do you often follow Eurovision? What's your favourite Eurovision theme of all time?

EN: Tanel Padar and Dave Benton's "Everybody" is a big favourite for me, of course, but I also loved Ott Lepland's "Kuula" as well as "Rändajad" by Urban Symphony. "Euphoria" is probably my favourite Eurovision song from outside Estonia - it gets stuck in my head a lot!


CE: What are your expectations for the participation on Eurovision?

EN: I think the most important thing is for me to perform with my heart and soul. I hope that this will evoke great emotions from the audience, and awake something in the souls of the audience - and of course I aim to do my best!

CE: Do you have future projects coming?

EN: I have a lot of interesting projects ahead! I have a solo concert, my first big solo concert in Tallinn where I am going to perform "La Forza" with a real orchestra, which will be an amazing event! This concert is going to tell about love, passion, anger - all these strong emotions that maybe we don't feel every day. I am also going to Georgia with the Estonian National Orchestra to perform in a cultural exchange project connected with the Estonian 100-year jubilee. Of course, there will be lots of concerts and performances too as usual.

CE: Have you ever been to Portugal? What are your biggest expectations from our country?

EN: I think Portugal is a great country with - oh my god - great food! Also, the climate is amazing, people are very friendly and the nature and ocean is stunningly beautiful. I went to Portugal a few years ago as part of a youth volunteer project where we lived in the mountains for two weeks in crazy conditions where it was very fun. I also filmed my Eurovision postcard in Sintra - and this was mystical and magical!

CE: Do you want to say something to our readers and general Portuguese fans?

EN: My message is that in our society we should talk more about real love and real feelings. We need to be here and now - not in our smart phones but really here, connecting with each other and giving love. Love is the greatest power of all. This is what La Forza is all about and I hope you enjoy my song. See you all soon!

Listen to "La Forza":



Photos: Eurovision, eurovisionary, catwalk.delfii.ee/ Video: Eurovision Song Contest

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.