ESC 2018: impacto económico estimado em 100 milhões de euros


O impacto económico do Festival Eurovisão da Canção (ESC) 2018 pode atingir os 100 milhões de euros, segundo o diretor-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), José Esteves.

Além de os hóteis centrais em Lisboa estarem esgotado e terem crescido 30% a 40% face a igual período do ano passado, as estadias estão a ser alargadas pós-festival: “Sente-se que houve uma curiosidade por descobrir o país, o que é bastante positivo para Portugal”.




Também, as receitas na restauração são a duplicar, bem como outras áreas como construção civil, rent-a-car e animação noturna: "Nem a Expo 98, nem o Euro 2004, nem a própria Web Summit tiveram este impacto e esta capacidade de promoção do país", sublinha e reforça José Esteves.

O ESC 2018, realizado pela União Europeia de Radiodifusão (EBU) em parceria com a Rádio e Televisão de Portugal (RTP), acontece na Altice Arena (Parque das Nações) nos dias 08, 10 e 12 de maio, com a participação de 43 países.

Fontes: ionline e RTP/Imagem: Eurovision.tv

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.