ESC 2019: "vai ser um grande desafio" realizar a Eurovisão em Israel


Jon Ola Sand, supervisor executivo do Festival Eurovisão da Canção, revela os principais desafios que se colocam na realização do concurso televisivo em Israel, com o fator económico em destaque.

Em entrevista ao canal público norueguês, NRK, Ola Sand, o 'chefe' da Eurovisão, comentou as suas expectativas na construção da próxima edição do festival em Israel, depois da vitória de Netta em Lisboa. Segundo o mesmo, vai ser um "grande desafio" a ser encarado pela União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER). As preocupações centrais focam-se em aspetos económicos, sobretudo tendo em conta que a atual emissora nacional israelita, IPBC, tem muito pouco tempo de atividade.




No entanto, o produtor executivo salientou ainda que: "eu estava em Jerusalém quando Israel organizou o festival de 1999 e foi tudo incrível. Eles estão na vanguarda das maiores capacidades televisivas e têm elevadas competências. Mas será mais desafiador com a Eurovisão em Israel do que na Suécia.", assumiu.

Até ao momento, ainda está tudo em aberto e por definir no que concerne a escolha de datas e do local que irá sediar a edição de 2019 da Eurovisão.

Fonte: Eurovoix/Imagem: ESCDaily

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.