ESC 2018: despesas com a segurança só foram pagas em julho


O pagamento à PSP relativo à segurança no Eurovision Song Contest (ESC) 2018 só foi paga este mês e sem qualquer ajuda do estado.

O custo com a segurança no ESC 2018 custou cerca de meio milhão de euros que apenas agora foram pagos na totalidade. Segundo o Público, a RTP terá pedido ao estado e à Câmara de Lisboa ajuda para saldar a dívida mas esta foi recusada. Tanto o Ministério da Administração Interna (MAI) como a Câmara de Lisboa entenderam que o contrato foi feito entre a RTP e a PSP e por isso não havia forma de o contornar.

Em algumas edições passadas o Estado ajudou a cobrir os custos com a segurança, algo que não aconteceu este ano. Ao todo trabalharam na segurança do ESC 2018 cerca de 2 mil agentes. 

Fonte: público/Imagem: unian

Sem comentários


Não é permitido:

. Publicar comentários de teor comercial ou enviar spam;

. Publicar ou divulgar conteúdo pornográfico;

. O uso de linguagem ofensiva ou racista, ou a publicação de conteúdo calunioso, abusivo, fraudulento ou que invada a privacidade de outrem;

. Desrespeitar o trabalho realizado pelos colaboradores do presente blogue ou os comentários de outros utilizadores do mesmo - por tal subentende-se, criticar destrutivamente ou satirizar as publicações;

. Divulgar informações sobre atividades ilegais ou que incitem o crime.

Reserva-se o direito de não serem publicados comentários que desrespeitem estas regras.

Com tecnologia do Blogger.